Missão chinesa Tianwen-1 deve ser lançada rumo a Marte em julho desde ano

Por Daniele Cavalcante | 25 de Maio de 2020 às 17h10
CNSA

A China confirmou que o lançamento da Tianwen-1, missão que visa enviar um robô à superfície de Marte, está prevista para julho deste ano. Esse projeto faz parte de uma série de missões que o país está realizando em seu programa espacial, que inclui enviar taikonautas à Lua e inaugurar uma estação espacial até 2022.

Em abril, a China já havia revelado o logotipo da missão Tianwan, palavra retirada de uma poesia clássica chinesa, que pode ser traduzida como “as perguntas celestiais” ou “perguntas ao céu”. Agora, a Corporação Aeroespacial de Ciência e Tecnologia da China (CASC) confirmou que o lançamento pode acontecer em julho.

De acordo com um comunicado da CASC divulgado no domingo (24), "este grande projeto está progredindo conforme o planejado e estamos programando um lançamento em julho". Se tudo correr bem, a missão robótica chegará a Marte em fevereiro de 2021 e, após alguns meses, tentará implantar um satélite na órbita, enquanto um rover pousará na superfície do Planeta Vermelho.

Para levar o rover ao solo, o módulo de pouso usará paraquedas e airbags, tendo como alvo a região de Utopia Planitia, a maior bacia de impacto conhecida em Marte. Ela tem um diâmetro de aproximadamente 3300 km e foi explorada pela sonda Viking 2, que pousou por lá em 1976. O rover chinês ainda deve receber seu próprio nome em breve e foi desenvolvido para operar por pelo menos três meses terrestres.

A Tianwen-1 tentará estudar a composição da atmosfera marciana, suas paisagens e características magnéticas e geológicas. Além disso, buscará por sinais de vida antiga em Marte.

Fonte: Phys.org

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.