Meteoro iluminou o céu de cidades em São Paulo

Meteoro iluminou o céu de cidades em São Paulo

Por Danielle Cassita | Editado por Rafael Rigues | 03 de Agosto de 2022 às 11h00
LNA Laboratório Nacional de Astrofísica/Divulgação

Durante a madrugada desta quarta-feira (3), um forte brilho iluminou o céu de Hortolândia, Rio Claro, Campinas, Sorocaba, entre outras cidades no estado de São Paulo, e foi visto também na capital paulista. Segundo relatos de usuários nas redes sociais, o clarão ocorreu por volta das 5h09, e pode ter sido causado pela passagem de um bólido.

Reginaldo Mendes Monteiro, morador da cidade de Aguaí, no interior do estado, relatou que estava em sua casa fazendo café, até que notou um clarão e um barulho que agitou as janelas de sua casa “Pensei que fosse alguma explosão de botijão de gás, mas aí vimos uma câmera de onde moro e deu pra ver uma bola branca no vidro do veículo”, relatou ele, em entrevista ao G1.

Nas redes sociais, usuários que moram na capital paulista também relataram ter visto o brilho forte durante a madrugada. “Eu estava dormindo, acordei do nada, fui ao banheiro, voltei e olhei pela janela por 10 segundos e, de repente, um clarão imenso, parecendo um meteoro”, escreveu Jaque Braz, em uma publicação no Twitter.

Veja a passagem do objeto pela capital paulista no vídeo abaixo, capturada por uma das estações da Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (BRAMON) operada por Sérgio Mazzi, diretor-presidente da rede:

Ainda não é possível saber a causa exata do brilho, mas é provável que se trate, de fato, de um bólido. “Eu realmente vi os vídeos e tudo indica que é realmente um bólido, um asteroide, um fragmento de um asteroide que entrou na atmosfera”, observou Thiago Signorini Gonçalves, astrônomo e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em entrevista ao G1.

Passagem do meteoro registrada em estação da Bramon, na capital de SP (Imagem: Sérgio Mazzi)

Também chamados de "bolas de fogo", os bólidos são meteoros mais brilhantes que o planeta Vênus, o segundo objeto mais brilhante do céu noturno. Eles podem explodir antes de chegar ao solo, e quando isso acontece, causam fortes sons. O astrônomo explicou que o brilho é causado pelo momento em que o pedaço de rocha espacial se fragmenta em pequenos pedaços. “Nas próximas horas e dias teremos mais informações sobre o que realmente foi esse evento que produziu [o clarão]”, finalizou.

Fonte: Via: G1, Folha

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.