Mais um meteoro "bola de fogo" é avistado nos EUA; veja o vídeo

Mais um meteoro "bola de fogo" é avistado nos EUA; veja o vídeo

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 04 de Outubro de 2021 às 21h40
Baxcam/American Meteor Society

Neste domingo (3), um meteoro “bola de fogo” brilhou em algumas cidades do estado do Colorado, nos Estados Unidos. De acordo com a American Meteor Society (AMS), há mais de 40 relatos de pessoas que observaram a passagem do objeto em três estados, sendo que a maior parte deles vem da capital Denver.

As bolas de fogo são fragmentos de meteoros maiores que atravessam a atmosfera terrestre a altíssimas velocidades e, devido à fricção, acabam brilhando muito durante a passagem. Milhares de meteoros desse tipo ocorrem diariamente, mas grande parte deles aparece em regiões desertas ou durante o dia e, portanto, não podem ser vistos — por isso, quanto mais brilhante for, mais raro é o evento.

Confira algumas filmagens da bola de fogo em questão:

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Doug Robinson, morador de uma das regiões em que o meteoro foi visto, conseguiu registrar a passagem em uma câmera de segurança de sua casa. "Tudo estava escuro e, do nada, ficou claro como se fosse uma Lua cheia e brilhante", descreveu ele. Outro morador da região de Evergreen, também no Colorado, afirmou que o meteoro brilhava tanto que até carregou os painéis de energia solar que ele tem em sua casa.

Chris Peterson, colaborador do observatório Cloudbait, estima que o meteoro se rompeu entre 16 km e 32 km acima do solo, uma altitude relativamente baixa. "Acredito que tinha algo em torno de uma tonelada, ou seja, é algo bem grande", disse a um veículo local. Peterson explicou também que, geralmente, até 95% do meteoro acabará se desintegrando em poeira e alguns fragmentos podem cair no solo. "Se alguma coisa será encontrada ou não, é o que ainda vamos ver, mas há uma boa chance de que haja pelo menos alguns quilos de material no solo", disse.

Até o momento, não há relatos de meteoritos encontrados nas regiões em que houve observações da passagem do meteoro. Mesmo assim, os cientistas seguem acompanhando os locais e solicitam que, caso alguém encontre algum objeto candidato a meteorito, não o toque com as mãos desprotegidas para evitar que a oleosidade e os microrganismos da pele acabem danificando a rocha.

Fonte: Space.com, CBS Denver

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.