Imagens do satélite Amazonia-1 já estão disponíveis — e qualquer um pode acessar

Imagens do satélite Amazonia-1 já estão disponíveis — e qualquer um pode acessar

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 30 de Julho de 2021 às 10h16
MCTIC

O satélite Amazonia-1 foi lançado em fevereiro de 2021 e, desde então, já avançou por etapas importantes, como testes de comissionamento — tanto que, recentemente, o satélite foi aprovado em uma revisão e declarado apto a iniciar operações de rotina, para distribuir imagens do Brasil e do mundo para toda a sociedade. Assim, nesta semana, o Ministério da Ciência e Tecnologia comunicou que as imagens do Amazonia-1 já podem ser acessadas pelo público. 

O material foi disponibilizado em um site da Divisão de Geração de Imagens, que faz parte do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ao acessar a página, o usuário pode fazer um rápido cadastro e navegar em um catálogo com imagens de diferentes satélites, como o Amazonia-1, o CBERS-4 e outros. Após acessar a fonte de dados desejada, basta utilizar os recursos para selecionar o conjunto de dados que serão consultados. 

O catálogo para acesso às imagens do Amazonia-1 e de outros satélites (Imagem: Captura de tela/INPE)

A página permite que o usuário acesse as imagens produzidas pelas fontes de dados selecionadas, com informações coletadas por vários sensores e satélites de observação. Além disso, é possível também indicar o nome de alguma localidade ou ponto de referência específico para a consulta de imagens de determinado alvo. Depois, é só adicionar as imagens escolhidas no carrinho para iniciar o download delas. 

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O Amazonia-1 é o primeiro satélite de observação da Terra que foi totalmente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil. Coordenado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, e desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais em parceria com a Agência Espacial Brasileira, o Amazonia-1 fica em uma órbita polar em torno da Terra, projetada para gerar imagens do nosso planeta a cada cinco dias com alta taxa de revisita. Assim, é possível produzir grande quantidade de dados de um único ponto. 

Você pode acessar o site com as imagens do Amazonia-1 clicando aqui. Para acessar o manual com instruções de como usar os recursos, disponibilizado na página da Divisão de Geração de Imagens, clique aqui.

Fonte: MCTI

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.