Helicóptero Ingenuity mostra bom estado em Marte e começa a carregar as baterias

Helicóptero Ingenuity mostra bom estado em Marte e começa a carregar as baterias

Por Danielle Cassita | 22 de Fevereiro de 2021 às 12h55
NASA/JPL-Caltech

Na semana passada, o rover Perseverance pousou com sucesso na cratera Jezero, em Marte. O rover leva em sua “barriga” o helicóptero Ingenuity, um experimento para testar novas tecnologias de voo autônomo em Marte. Já no último final de semana, os controladores da missão receberam as primeiras informações do estado do helicóptero, mostrando ele está operando conforme o esperado.

Os dados vieram por uma transmissão através da sonda Mars Reconnaissance Orbiter, que fica na órbita de Marte, e indicam também bom funcionamento na estação de base. Trata-se de uma caixa elétrica integrada ao rover, que armazena e permite a comunicação entre o Ingenuity e a Terra. Por enquanto, o helicóptero ainda vai ficar de 30 a 60 dias preso ao Perseverance, sendo protegido antes de iniciar suas operações.

O Ingenuity pesa 2 quilos e possui baterias que serão alimentadas por energia solar (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

Tim Canham, líder de operações do Ingenuity no JPL, comentou sobre dois itens principais que eles procuravam nos dados: o estado da carga das baterias do Ingenuity e a confirmação de que a estação de base está operando corretamente: “ambos parecem estar ótimos, e, com esse relatório positivo, vamos seguir com o carregamento das baterias’’, disse. Para que o Ingenuity tenha sucesso em seus voos, será preciso tanto ter energia o suficiente para se manter aquecido, quanto para a manutenção de outras funções vitais.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Com as informações recebidas, a equipe pôde avançar para o carregamento das baterias, a fim de deixá-las com cerca de 30% da capacidade total, e então serão feitas sessões semanais de carregamento enquanto o helicóptero ainda está preso ao rover. Por enquanto, as baterias recebem energia da fonte do Perseverance, mas quando Ingenuity liberado, as baterias do Ingenuity serão alimentadas somente pelos painéis solares que o integram. Então, o helicóptero terá uma janela de teste de voo experimental de 30 dias marcianos, o equivalente a 31 dias na Terra.

Se o Ingenuity sobreviver ao frio extremo da sua primeira noite, a equipe tentará realizar o primeiro voo já feito por um helicóptero em outro planeta. Tudo correndo bem no procedimento, mais quatro voos poderão ser feitos na sequência: “todos os avanços que forem feitos daqui até o fim do programa de demonstração de voo serão 'primeiras vezes', e cada um tem que ter sucesso para avançarmos para o próximo”, comentou MiMi Aung, gerente de projeto do Ingenuity. “Vamos aproveitar essas boas notícias por enquanto, mas depois precisamos voltar ao trabalho”, finaliza.

Se tiverem sucesso, os resultados dos voos vão ajudar em missões futuras em Marte, permitindo o uso de helicópteros equipados com instrumentos científicos que somarão forças com os estudos na superfície já realizados por rovers, bem como pelos estudos feitos de longe com as sondas orbitais. Além disso, abre-se o caminho para que exploremos outros mundos do Sistema Solar dessa maneira.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.