Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Ferramenta da NASA permitirá acompanhar a viagem da Orion à Lua

Por| 18 de Agosto de 2022 às 17h45

Link copiado!

NASA
NASA
Tudo sobre NASA

A NASA anunciou nesta quinta-feira (18) uma ferramenta chamada AROW (Artemis Real-time Orbit Website), que permitirá a qualquer um obter informações sobre a posição e status da espaçonave Orion em sua jornada ao redor da Lua durante a missão Artemis I.

Entre outras informações a AROW mostrará a distância entre a espaçonave, a Terra e a Lua, duração da missão e mais. Ela estará disponível no site da NASA a partir do dia 28 de agosto, um dia antes do lançamento da Artemis I. Os dados também serão publicados na conta oficial da Orion no Twitter, @NASA_Orion.

A AROW é uma visualização dos dados coletados por sensores na Orion e enviados ao Centro de Controle da Missão no Centro Espacial Johnson da NASA em Houston durante seu voo. Ele fornecerá dados periódicos, começando cerca de um minuto após a decolagem, com atualizações constantes em tempo real.

Continua após a publicidade

“Esta é uma maneira realmente poderosa de se envolver com a missão e entender o escopo do que a NASA está tentando realizar com Artemis I”, disse Seth Lambert, programador da Orion que criou o AROW.

Na web, os usuários podem usar a AROW para ver onde a Orion está em relação à Terra e à Lua e seguir o caminho da espaçonave durante a missão. Além disso, eles poderão visualizar os principais marcos da missão e características na Lua, incluindo informações sobre locais de pouso do programa Apollo. Também estarão disponíveis para download os dados de trajetória do voo, chamados de efemérides.

No Twitter serão publicadas periodicamente atualizações de marcos de missão, incluindo velocidade, temperatura, distância e tempo decorrido da missão da Orion.

O AROW também fornecerá um conjunto de vetores de estado da Orion – dados que descrevem precisamente onde a Orion está localizada no espaço e como ela se move. Esses vetores podem ser usados por amantes de dados, artistas e criativos para criar seu próprio aplicativo de rastreamento, visualização de dados ou qualquer outra coisa que eles imaginarem.

“Saber o que a espaçonave está fazendo durante a missão já é legal, mas agora que os dados da Orion podem ser visualizados de todas essas maneiras diferentes, será interessante ver quais projetos criativos surgirão”, disse Richard Garodnick, engenheiro da equipe de engenharia e desenvolvimento de sistemas do centro de controle de missão no Johnson Space Center, da NASA.

O lançamento da Artemis I está programado para ocorrer no dia 29 de agosto, durante uma janela de lançamento que começa às 10h33 (horário de Brasília). Caso necessário, há duas datas de “backup”: a primeira é uma janela de 2 horas a partir das 14h48 (horário de Brasília) de 2 de setembro, e a segunda uma janela de 1 hora e meia que começa às 19h12 do dia 5 de setembro.