ESA encontra evidência geológica de antigo sistema subterrâneo de água em Marte

ESA encontra evidência geológica de antigo sistema subterrâneo de água em Marte

Por Patrícia Gnipper | 27 de Março de 2019 às 20h30
ESA

Muitos estudos já revelaram indícios de que Marte, há muito tempo, tinha água líquida em sua superfície, sendo bastante parecida com a Terra geologicamente falando. Diversas descobertas recentes endossam essa suspeita, mostrando locais do Planeta Vermelho em que há sinais claros de que água um dia passou por ali. Agora, a ESA (a agência espacial europeia) anunciou a descoberta de evidência geológica de um antigo sistema subterrâneo de água por lá.

"No início, Marte era um mundo aquático, mas quando o clima do planeta mudou, a água recuou abaixo da superfície para formar poços e águas subterrâneas", conforme explica Francesco Salese, pesquisador da ESA. Ele diz ainda que esta é a primeira evidência geológica concreta desse sistema subterrâneo em Marte.

A equipe usou um trio de instrumentos: a High Resolution Stereo Camera (HRSC) que está no orbitador da missão Mars Express da própria ESA, o High Resolution Imaging Science Experiment (HiRISE) da NASA, e a câmera a bordo do satélite Mars Reconnaissance Orbiter, também da NASA. Com as imagens e dados dos três instrumentos em mãos, os pesquisadores da ESA exploraram duas dúzias de crateras no hemisfério norte de Marte.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Arte imagina como deveria ser o oceano no hemisfério norte marciano, há algo entre 3 e 4 bilhões de anos (Imagem: ESA)

Nessas crateras, o time encontrou características que sugerem que elas algum dia abrigaram "poços e fluxos de água que mudaram e recuaram com o tempo". A equipe ainda conseguiu estimar os níveis de água do passado, descobrindo que esses níveis estavam de acordo com o esperado em um oceano que muitos acreditam que existiu em Marte entre 3 e 4 bilhões de anos atrás — oceano este que pode ter sido conectado a um sistema de lagos subterrâneos.

Além das evidências do sistema subterrâneo de água em Marte, a agência espacial também encontrou, dentro de cinco das crateras examinadas, sinais de minerais relacionados ao surgimento da vida na Terra.

Confirmar que Marte foi mesmo um planeta com água líquida superficial é importante pois a água é um indicador-chave da vida e, portanto, qualquer evidência de água em Marte reforça os estudos de que nosso vizinho um dia pode ter abrigado organismos vivos. Missões como a própria Mars Express da ESA (que levará um rover para Marte no ano que vem com o objetivo de encontrar bioassinaturas no solo), bem como a Mars2020 da NASA (que também será lançada no próximo ano levando um outro rover com objetivos similares), deverão responder tais questões no futuro próximo, se tudo correr conforme o planejado.

Fonte: ESA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.