Elon Musk diz que SpaceX pode construir base em Marte em 2028

Por Patrícia Gnipper | 25 de Setembro de 2018 às 08h39
Tudo sobre

SpaceX

Saiba tudo sobre SpaceX

Ver mais

Depois de anunciar que o foguete BFR levará um bilionário japonês com artistas a serem convidados por ele para dar uma volta ao redor da Lua (o que acontecerá em 2023), agora Elon Musk disse que é possível que sua companhia espacial construa uma base fixa em Marte no ano de 2028 — ou ao menos inicie a construção neste ano, enquanto a empresa se prepara para levar uma missão tripulada ao Planeta Vermelho nas décadas seguintes.

No Twitter, o CEO publicou uma imagem mostrando como será a chamada Mars Base Alpha, quando um seguidor o questionou sobre quando era provável que essa façanha acontecesse. Musk, então, respondeu que 2028 deve ser o ano que marcará mais este feito histórico.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A SpaceX vem anunciando planos de levar a humanidade à Marte há alguns anos, planejando lançar uma primeira missão tripulada para lá na década de 2030. Portanto, faz sentido que os planos da empresa contem com a construção de uma base antes de a tripulação chegar ao planeta. Contudo, a NASA tem lá suas dúvidas quanto ao cronograma, questionando a viabilidade de uma viagem sem precedentes como essa acontecer em um intervalo tão curto de tempo.

Os primeiros voos de teste com o BFR devem acontecer já nos próximos anos para que a SpaceX garanta que o foguete e sua nave estejam funcionando direitinho antes do passeio lunar em 2023. Inicialmente, serão realizados lançamentos não-tripulados, mas é provável que a empresa também faça testes carregando suprimentos para verificar o funcionamento do foguete enquanto estiver levando toneladas de itens — sua capacidade é de até 100 toneladas de suprimentos. Sendo assim, o BFR poderá ser usado tanto para levar equipamentos e materiais para a construção da colônia marciana, quanto para levar as pessoas que se aventurarão nesta viagem fantástica.

Vale ressaltar que qualquer atraso no cronograma da empresa pode significar o adiamento de anos no envio de pessoas para Marte. É que só é eficiente voar para lá em determinados momentos, como, por exemplo, quando as órbitas de Marte e da Terra estão próximas. Sendo assim, algumas semanas de atraso nos testes do foguete podem atrasar o cronograma da missão em meses, ou até mesmo anos. Portanto, ainda é cedo para especularmos se veremos a primeira base fixa marciana se tornando realidade dentro de uma década — mas torcemos para que tudo dê certo.

Fonte: ExtremeTech

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.