Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Destaque da NASA: lua de Júpiter está na foto astronômica do dia

Por| Editado por Patricia Gnipper | 23 de Outubro de 2023 às 16h41

Link copiado!

NASA, JPL-Caltech, SwRI, MSSS/Ted S. & Fernando G. N.
NASA, JPL-Caltech, SwRI, MSSS/Ted S. & Fernando G. N.

A foto destacada pela NASA nesta segunda-feira (23) traz Io, uma das luas de Júpiter. A imagem foi capturada pela sonda Juno durante um sobrevoo feito na última semana, mostrando os detalhes na superfície deste satélite natural.

Durante a passagem, a Juno ficou a 12 mil quilômetros acima de Io. Na foto, é possível ver sua superfície coberta por dióxido de enxofre e outros elementos, responsáveis pelas áreas em amarelo, laranja e marrom.

Continua após a publicidade

Um vulcão estava em erupção bem no momento do sobrevoo — se você observar a parte superior da foto, vai ver a pluma liberada por ele. Ao estudar estas estruturas, os cientistas podem entender melhor as características das luas de Júpiter e suas interações.

Sendo a mais interna das maiores luas de Júpiter, Io sofre os fortes efeitos gravitacionais tanto do planeta quanto das luas vizinhas. Estes efeitos causam movimento e fricção entre as camadas de rocha sob sua superfície, gerando calor suficiente para derreter as rochas em magma e causar atividade vulcânica por lá.

É por isso que Io é considerado o mundo mais vulcanicamente ativo no Sistema Solar. Ali há cerca de 400 vulcões ativos, cuja lava pode passar dos 1.000 ºC. Em janeiro, um pesquisador que acompanha o vulcanismo em Io observou uma das maiores erupções ocorridas por lá.

A sonda Juno

Continua após a publicidade

Lançada em 2011, foi somente em 2016 que a sonda Juno alcançou Júpiter. Durante sua missão primária, ela completou 35 órbitas ao redor do planeta e vem capturando imagens fascinantes de Júpiter e suas luas, que até hoje são processadas por cientistas cidadãos.

Hoje, a Juno opera em sua missão estendida. Ela deve continuar investigando o gigante gasoso até setembro de 2025 ou enquanto seus instrumentos seguirem operando. Ela tem novos sobrevoos por Io já programados: um deve acontecer em dezembro, e o outro, em fevereiro de 2024.

Fonte: APOD