Publicidade

Destaque da NASA: coroa solar em eclipse é a foto astronômica do dia

Por| Editado por Luciana Zaramela | 02 de Abril de 2024 às 14h22

Link copiado!

Phil Hart
Phil Hart

A coroa solar, a atmosfera mais externa do nosso astro, aparece com vários detalhes na foto destacada pela NASA nesta terça-feira (2). Normalmente, ela fica ofuscada pela luz do Sol, mas isso muda durante eclipses solares totais, como aquele que vai acontecer no dia 8.

O brilho do Sol torna bastante difícil fotografar a coroa solar. Mesmo assim, o fotógrafo Phil Hart conseguiu registrar a beleza da sua estrutura durante o eclipse solar total de 2023, fazendo vários cliques e aplicando técnicas de processamento digital. 

Na imagem, se destacam as várias camadas da coroa solar e seu brilho, vindo de uma mistura de gases extremamente quentes e campos magnéticos da estrela. Também é possível ver proeminências solares rosadas perto da borda do disco solar.

Continua após a publicidade

Apesar de ser a camada mais longe da fotosfera (a superfície do Sol), a coroa solar é muito mais quente. Este mistério intriga os astrônomos há anos, que seguem tentando entender o que torna as temperaturas ali tão altas. 

No ano passado, a Agência Espacial Europeia e a NASA uniram forças para investigar a temperatura da coroa solar com suas sondas Solar Orbiter e Parker Solar. Os dados obtidos mostraram um processo de turbulência, que pode ser uma peça importante neste quebra-cabeças.

Eclipse solar em abril

Continua após a publicidade

Eclipses solares totais são fenômenos que acontecem quando a Lua fica entre o Sol e a Terra, bloqueando por inteiro o disco solar. Para isso, o tamanho aparente do nosso satélite natural deve ser igual ou um pouco maior que o do Sol. 

O tamanho aparente da Lua depende da distância dela em relação à Terra. Como ela orbita nosso planeta em uma trajetória levemente elíptica, ora fica à distância máxima de nós, ora se aproxima, parecendo levemente menor e maior, respectivamente. 

Um evento do tipo vai acontecer no dia 8, quando a Lua vai cobrir totalmente o disco solar. O eclipse solar total vai ser visível em uma faixa que se estende do México aos Estados Unidos e Canadá; fora desta região, observadores vão conferir um eclipse solar parcial.

Fonte: APOD