Asteroide de 1 km se aproxima da Terra nesta terça (18). Saiba como observá-lo!

Asteroide de 1 km se aproxima da Terra nesta terça (18). Saiba como observá-lo!

Por Daniele Cavalcante | Editado por Patrícia Gnipper | 17 de Janeiro de 2022 às 13h20
urikyo33/Pixabay

O asteroide (7482) 1994 PC1 se aproxima da Terra e fará sua aproximação máxima nesta terça-feira (18), podendo ser visto através de um telescópio pequeno. Essa será a única oportunidade de observá-lo até 2105.

Mesmo tendo 1 quilômetro de extensão e sendo considerado um objeto potencialmente perigoso, o (7482) 1994 PC1 não apresenta nenhum risco de colisão. Aliás, ele esteve muito mais perto da Terra quando se aproximou em 1933, passando por nós a uma distância de 1,1 milhão de quilômetros.

Dessa vez, a rocha espacial estará a quase 2 milhões de quilômetros, equivalente a 5,15 vezes a distância média entre a Terra e a Lua. A maior aproximação do objeto no dia 18 acontecerá às 18h51, no horário de Brasília.

Como observar o asteroide com um telescópio

O asteroide estará na constelação de Peixes no dia 18 de janeiro, na altura de Urano (Imagem: Reprodução/Stellarium)

Se você tiver um pequeno telescópio, pode tentar observar o asteroide, desde que as condições climáticas estejam favoráveis. Ele aparecerá na constelação de Peixes, perto de Urano e da estrela dupla Torcular Septentrional.

O melhor horário para observá-lo é a partir das 20h30, quando o céu ficará escuro e Urano estará a 40° acima do horizonte. Durante a noite, o planeta e as estrelas desse lado do céu descerão até desaparecerem no horizonte. O mesmo vale para o asteroide.

Pode ser bem difícil detectar o objeto, mas, quando ele passar perto de estrelas de fundo, será possível observar seu movimento em relação a elas. O brilho da Lua quase cheia pode atrapalhar um pouco, mas ela estará a uma boa distância do alvo.

Aproximação na constelação de Peixes com duas de suas estrelas brilhantes; o asteroide está no centro da marcação em vermelho (Imagem: Reprodução/Stellarium)
A estrela HIP 7985, no centro da marcação em formado de "alvo", é vizinha da Torcular Septentrional e estará bem perto do asteroide (Imagem: Reprodução/Stellarium)

Com magnitude de 10.21, o (7482) 1994 PC1 pode ser facilmente encontrado com um telescópio pequeno, mas não será visível a olho nu. Para referência, as estrelas Bag 38 (HIP 8210) e Torcular formarão um triângulo com o asteroide.

Outra técnica é utilizar uma câmera em longa exposição com o telescópio apontado para uma das estrelas de referência, como a HIP 7985 (vizinha da Torcular Septentrional), que estará bem pertinho da rocha espacial. Uma exposição de vários segundos mostra o movimento do asteroide como um raio de luz.

Como assistir à passagem do asteroide (7482) 1994 PC1 ao vivo

Se você não possui um telescópio, ainda poderá acompanhar a aproximação do asteroide pela transmissão ao vivo do The Virtual Telescope Project. A live está disponível no vídeo abaixo:

Fonte: Live Science, EarthSky

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.