Oscar 2022 | Nem todas as categorias serão apresentadas ao vivo

Oscar 2022 | Nem todas as categorias serão apresentadas ao vivo

Por Beatriz Vaccari | Editado por Jones Oliveira | 23 de Fevereiro de 2022 às 18h00
Lewis Joly / AP

O Oscar 2022 está chegando e aos poucos as novidades vão aparecendo. Após uma edição fraca em 2021, que registrou a menor audiência da história da premiação, 58% inferior à registrada na cerimônia de 2020, a Academia está pensando em ideias que podem atrair o público novamente.

Uma dessas medidas é que, após quatro anos sem anfitriões, o Oscar terá a apresentação de seu primeiro trio feminino da história. Além disso, a Academia revelou categorias de voto popular para gerar mais engajamento na internet; e a novidade da vez é que nem todas as estatuetas serão entregues ao vivo.

A ideia é que a transmissão seja mais simples e "amigável" à televisão. Oito categorias serão premiadas fora do ar e depois editadas durante a exibição do Oscar. Com um total de 23 categorias, apenas 15 serão de fato entregues ao vivo.

Com uma premiação mais fluida e "divertida", Oscar corta oito entregas de estatuetas ao vivo (Imagem: Richard Harbaugh / ©A.M.P.A.S.)

Não é a primeira vez que isso acontece numa premiação. O Grammy, por exemplo, já tem a tradição de apresentar apenas os prêmios mais importantes durante a cerimônia ao vivo, entregando a maioria das estatuetas durante o tapete vermelho e depois resumindo tudo em vídeo editado.

Confira quais categorias não serão televisionadas no Oscar 2022:

  • Melhor Documentário em Curta-Metragem
  • Melhor Edição
  • Melhor Cabelo e Maquiagem
  • Melhor Trilha Sonora Original
  • Melhor Design de Produção
  • Melhor Curta-Metragem de Animação
  • Melhor Curta-Metragem
  • Melhor Som

Com a nova medida, a cerimônia começará uma hora antes do previsto justamente para acomodar essas mudanças.

Cerimônia começará uma hora antes do usual (Imagem: Lewis Joly / AP)

O que muda com a decisão

O tempo extra obtido com essa decisão deve ser usado para mais diálogos de comédia do trio anfitrião, clipes de filmes e números musicais, explicou um representante Academia.

Ainda assim, é válido dizer que esse movimento está sujeito a críticas, principalmente depois do que aconteceu no Oscar 2019. Na ocasião, a Academia decidiu que vários prêmios "abaixo da linha" seriam apresentados durante os intervalos comerciais da premiação e foi alvo de protestos e acusada de minimizar as contribuições de artistas e produtores menores.

Os vencedores de Melhor Curta-Metragem em 2021: Martin Desmond Roe e Travon Free, de Dois Estranhos (Imagem: Richard Harbaugh / A.M.P.A.S.)

Neste ano, a entidade se antecipou e explicou que a decisão foi tomada buscando um "equilíbrio" visando "uma experiência gratificante no programa". Dessa forma, garantiu que "todos os cineastas e artistas premiados em todas as categorias ainda terão o 'momento Oscar' comemorativo que merecem no palco do Dolby".

"Para ser claro, todos os indicados em TODAS as categorias de prêmios serão identificados no ar e os discursos de aceitação de TODOS os vencedores serão apresentados na transmissão ao vivo", esclareceu o diretor da Academia, David Rubin.

Michael Govier e Will McCormack no Oscar 2021, vencedores da categoria de Melhor Curta Animado por Se Algo Acontecer... Te Amo (Imagem: Matt Petit / A.M.P.A.S.)

E mesmo com toda essa mudança, o plano é que a cerimônia do Oscar 2022 permaneça com a duração de três horas e que a categoria mais esperada da noite, a de Melhor Filme, feche a transmissão ao vivo, seguindo a tradição.

O Oscar 2022 acontece em 27 de março em Los Angeles. No Brasil, a premiação poderá ser assistida pela TNT.

Fonte: Variety

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.