O que os criadores de Black Mirror fizerem nos próximos 5 anos será da Netflix

Por Laísa Trojaike | 31 de Julho de 2020 às 10h59
Blair Raughley / Invision for Netflix
Tudo sobre

Netflix

Saiba tudo sobre Netflix

Ver mais

Black Mirror foi um dos sucessos mais significativos da Netflix e é de se esperar que tudo o que venha dos seus produtores seja de interesse da plataforma. Isso não só faz sentido como está realmente acontecendo. Segundo informações do Deadline, a Netflix desembolsou cerca de US$ 100 milhões em investimento para ter controle da produtora britânica Broke and Bones, de Charlie Brooker e Annabel Jones, respectivamente o criador e a produtora do aclamado seriado.

De acordo com as fontes do site, o acordo vinha sendo costurado há um ano e a justificativa para tanto tempo diz respeito à “estrutura incomum” do contrato, que já foi assinado há algumas semanas. O acordo garante à Netflix exclusividade em relação às novas séries e projetos interativos da Broke and Bones pelos próximos cinco anos.

Imagem: Netflix / Reprodução

O primeiro projeto de Broke and Bones para a Netflix já está em andamento e deve ser divulgado em breve. Quanto a Black Mirror, o Deadline diz que é improvável que haja novos episódios, já que nem a Netflix, nem a Broke and Bones detêm os direitos da série. Atualmente, a Netflix está trabalhando a questão, mas é pouco provável que isso seja resolvido em breve.

Se não por mais Black Mirror, por que o interesse da Netflix nessa produtora? Além de esperar mais produtos com a qualidade da popular série, a Netflix também tem um grande interesse no público britânico, já que o número de assinantes da plataforma no Reino Unido perde apenas para o dos EUA.

Fonte: Deadline

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.