Netflix divulga novo balanço e as previsões não são animadoras

Por Redação | 18.04.2016 às 19:20

A divulgação dos resultados da Netflix referentes ao primeiro trimestre deste ano foi controversa. Apesar do crescimento do número de assinantes e do lucro alcançado, a companhia de streaming registrou queda de mais de 10% em suas ações por conta da projeção dos números para o próximo trimestre.

A expectativa para o primeiro trimestre era ter lucro de US$ 0,03 por ação, e a meta foi superada com o dobro, ou seja, durante os três primeiros meses de 2016 o lucro por ação foi de US$ 0,06. Os números somaram uma receita de 1,96 bilhão de dólares no trimestre.

A expansão internacional da companhia é uma das razões para o aumento de assinantes e o aumento do lucro da companhia, alcançando o surpreendente número de 81,5 milhões de assinantes em todo o mundo. De janeiro a março foram registradas mais de 6,7 milhões de novas assinaturas, batendo o número de, aproximadamente, 4,9 milhões conquistados no trimestre anterior.

Mas nem tudo são flores. Mesmo com o balanço em alta, a Netflix teve uma baixa de 10% de suas ações. A previsão para o trimestre iniciado em abril é de que tenha apenas 2 milhões de novos assinantes internacionais, além de 500 mil norte-americanos, o que pode ter assustado os investidores.

Um dos problemas que a companhia pode enfrentar é o lançamento do serviço de streaming da Amazon, que permitirá que o espectador assista aos filmes e às séries disponíveis offline, além do valor praticado bastante próximo ao preço da Netflix: as assinaturas da companhia de Jeff Bezos custarão US$ 8,99 mensais, cada.

Via: TechCrunch