Netflix agora tem a aba “Bombando” para destacar tendências da plataforma

Por Claudio Yuge | 06 de Outubro de 2020 às 18h00
Claudio Yuge
Tudo sobre

Netflix

Saiba tudo sobre Netflix

Ver mais

Um dos grandes segredos da Netflix está em seu setor de Business Intelligence (BI). Por isso, ela quase nunca compartilha seus números, padrões, algoritmos e pesquisas. Mas o aumento da concorrência e a crise econômica resultante da pandemia da COVID-19 têm obrigado a plataforma a dividir um pouco mais seus “insights” com o próprio público. E novos recursos usam justamente os dados da plataforma para tentar manter os assinantes pagando pelo serviço.

As primeiras mudanças com relação a isso já vêm sendo notado pelos espectadores nos últimos vezes, a exemplo da inclusão do ranking das dez atrações mais vistas recentemente, assim como as estreias da semana — e até dos próximos sete dias. Os assinantes também passaram a ver títulos bastante aguardados na fileira “Vale a espera”, que concentra conteúdo programado para entrar na plataforma entre os próximos 15 e 365 dias e vem com a possibilidade de agendar uma notificação de alerta para quando as novidades chegarem.

Nesta semana, há uma outra adição. A partir de agora, é possível ver uma aba extra no canto esquerdo das opções, logo abaixo de “Início”. Nos Estados Unidos, a nova seção é chamada de “News & Popular”, e aqui foi batizada de “Bombando”, que reúne todas essas tendências. Como todas as outras indicações, não há uma explicação detalhada de como a Netflix monta essas listas, mas é possível que seja o conteúdo mais comentados em suas redes, ou acessado pelo menos uma vez pelos assinantes — não há confirmação da empresa sobre isso.

Imagem: Montagem/Canaltech

É bem possível que você já tenha visto essa seção, porque ela estaria em testes desde abril, mas agora é que ela vem sendo implementada em todos os apps embutidos em Smart TVs — por enquanto, não aparece na versão mobile ou web.

Netflix preocupada com o pós-pandemia

Embora o serviço tenha apresentando um impressionante crescimento global de 10 milhões de assinantes no último trimestre, o momento é de apreensão entre os executivos. O próprio balanço do período já apresentou notas internas sobre expectativa de queda, especialmente porque muitos acreditam que, com o relaxamento do isolamento social, o número de assinantes deva cair.

Some a isso a chegada do Disney+ e do HBO Max em importantes praças, como a América Latina — o que, claro, inclui o Brasil. A Netflix tem um admirável acervo de conteúdo original, mas muitas das licenças sobre séries e filmes de sucesso, como os títulos da Marvel, já não estão mais disponíveis. Friends, que sempre é muito visto pelos brasileiros, por exemplo, deve deixar o catálogo em breve.

Então, embora, a Netflix não goste muito de usar seu BI de forma tão direta junto ao espectador, a movimentação da empresa para destacar ainda mais o seu conteúdo indica um visível esforço de manter a atenção dos assinantes neste momento — e isso deve continuar nos próximos meses.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.