Morre o ator Sérgio Mamberti, o Doutor Victor de Castelo Rá-Tim-Bum

Morre o ator Sérgio Mamberti, o Doutor Victor de Castelo Rá-Tim-Bum

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 03 de Setembro de 2021 às 10h41
Reprodução/TV Cultura

Responsável por marcar a infância de uma geração inteira como Doutor Victor em Castelo Rá-Tim-Bum, o ator Sérgio Mamberti morreu na madrugada desta sexta-feira (3) em São Paulo aos 82 anos. O artista — que também era diretor, produtor e atuou até mesmo como político — estava internado em um hospital da capital paulista por causa de uma infecção pulmonar.

Ao G1, o filho do ator, Carlos Mamberti, explicou que o pai faleceu em decorrência de uma falência múltipla de órgãos. Ele disse que o estado de saúde do pai já vinha se complicando nos últimos meses e que, em julho, Mamberti precisou ser hospitalizado por causa de uma pneumonia que chegou a levá-lo à Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Apesar da vasta carreira na TV, cinema e teatro, Mamberti marcou uma geração inteira com seu papel em Castelo Rá-Tim-Bum (Imagem: Reprodução/TV Cultura)

Mamberti teve uma carreira vasta tanto na TV quanto no teatro e no cinema. Foram 80 peças, 36 filmes e 36 novelas. Entre as produções mais famosas estão As Pupilas do Senhor Reitor, Vale Tudo, Anjo Mau, O Profeta, Flor do Caribe e Sol Nascente. Ele também estava presente no streaming, fazendo parte do elenco do seriado brasileiro 3% da Netflix.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Contudo, para muita gente, seu papel mais marcante foi na série infantil Castelo Rá-Tim-Bum, exibida pela TV Cultura entre 1994 e 1997. Ele vivia o feiticeiro Doutor Victor, dono de um castelo que sempre recebia as crianças em atividades lúdicas. Em seu perfil no Twitter, o jornalista Luciano Amaral, que viveu o Pedro na série, lamentou a morte de Mamberti. "Descanse em paz e brinque aí nas estrelas, Dr. Victor", escreveu.

Fora das telas, teve uma participação política muito forte em defesa do incentivo cultural no país, ocupando diversos cargos dentro do Ministério da Cultura entre os anos de 2003 e 2014, quando atuou como secretário de Música e Artes Cênicas, secretário da Identidade e da Diversidade Cultural, presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte) e secretário de Políticas Culturais. Também substituiu de forma interina três ministros ao longo desses 12 anos.

Fonte: G1, Folha de São Paulo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.