Inventando Anna | Golpista diz que não vai assistir à série; saiba o porquê

Inventando Anna | Golpista diz que não vai assistir à série; saiba o porquê

Por Natalie Rosa | Editado por Jones Oliveira | 04 de Fevereiro de 2022 às 19h00
Netflix

Neste mês de fevereiro estreia a minissérie Inventando Anna, baseada em um caso real. A envolvida na história, no entanto, afirmou que não pretende assistir à produção da Netflix sobre a sua vida.

Inventando Anna é inspirada na vida de Anna Sorokin, ou Anna Delvey, uma golpista que fingiu ser herdeira de uma fortuna milionária e faturou milhões de dólares da elite de Nova York, vivendo uma vida de luxo.

A série é protagonizada por Julia Garner, mais conhecida pela personagem Ruth de Ozark, e dirigida por Shonda Rhimes, responsável por séries como Bridgerton e Grey's Anatomy. O elenco conta ainda com Anna Chlumsky, Anna Deavere Smith, Anders Holm e Katie Lowes.

Anna é interpretada por Julia Garner (Imagem: Divulgação/Netflix)

Golpes

A minissérie Inventando Anna foi idealizada a partir de um artigo da jornalista Jessica Pressler no site The Cut. O texto revela como a farsante conseguiu enganar os milionários de Manhattan e como o seu segredo começou a ser descoberto, resultando em sua prisão.

Anna Delvey foi acusada oito vezes de furto e roubo, sendo condenada a cumprir entre quatro e 12 anos de prisão. A golpista foi liberada em fevereiro de 2021, mas segue em custódia da imigração dos Estados Unidos por problemas no visto norte-americano.

A série

Anna revelou em entrevista recente que não vai assistir à série porque a sua história continua e não está resumida apenas aos crimes. A golpista conta que chegou a receber a visita de Julia Garner enquanto esteve na prisão.

"Enquanto o mundo está opinando sobre a atuação de Julia Garner com o meu sotaque em Inventando Anna, uma série da Netflix sobre mim, a verdadeira eu está em uma cela de prisão em Orange County, no norte do estado de Nova York, em isolamento de quarentena", indaga Anna.

Atualmente, Anna está presa pela imigração dos EUA (Imagem: Divulgação/Netflix)

Ela explica que o problema em seu visto é ter ficado no país por mais tempo do que permitido, dizendo que isso não aconteceu de forma intencional e que a situação fugiu do seu controle. "Assistir a uma versão ficcional de mim neste cenário de manicômio criminoso não parece nada atraente para mim", completa.

Futuro

Anna contou ainda que foram quatro anos de produção e horas de conversas ao telefone, e que achava que quando a minissérie fosse ao ar ela já estaria em liberdade, sendo a produção o fechamento de um longo capítulo de sua vida. Sorokin diz que a série pode funcionar como uma reflexão tardia do seu passado sombrio, mas se questiona se sempre será julgada pelos seus "20 e poucos anos".

Inventando Anna estreia na Netflix no dia 11 de fevereiro.

Fonte: ScreenRant

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.