Grátis, Pluto TV chega ao Brasil e quer gerar receita como as TV tradicionais

Grátis, Pluto TV chega ao Brasil e quer gerar receita como as TV tradicionais

Por Rui Maciel | 08 de Dezembro de 2020 às 22h30
Divulgação / ViacomCBS

A ViacomCBS anunciou nesta terça-feira (08) a chegada ao Brasil do Pluto TV, serviço de streaming da marca e que será oferecido de forma totalmente gratuita aos assinantes. A plataforma oferecerá uma linha de canais lineares (ao vivo), com curadoria e conteúdo (filmes, séries e desenhos) dos principais produtores de conteúdo em todo o mundo. Isso inclui empresas como Nickelodeon, Nick Jr., Comedy Central, Paramount Network, Telefe e Vidcon, entre outras.

Com o nome de Pluto TV Brasil, a plataforma aporta no país oferecendo 27 canais, incluindo três canais pop-up temáticos desenvolvidos especialmente para o Natal, durante o mês de dezembro: Pluto TV Cine Natal, Pluto TV Clima de Natal e Pluto TV Músicas de Natal. Em 18 de dezembro, serão lançados três novos canais fixos para totalizar 30 canais disponíveis: As Pistas de Blue e Você, Turma da Mônica e Pluto TV Cine Família. Além disso, ele poderá ser acessado através do site "pluto.tv", baixando o aplicativo para Android e iOS e em dispositivos como Amazon Fire TV, Android TV, Apple TV, Chromecast e ROKU.

Mas, ao contrário de outros serviços de streaming / IPTV que geram receita apostando no modelo de assinatura, o Pluto TV Brasil vai na contramão. Seu modelo de negócios segue o praticado pelos bons e velhos canais de TV aberta: a publicidade. Para isso, o serviço terá faturamento a partir de anúncios em intervalos comerciais.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Como vai funcionar o modelo de negócios do Pluto TV Brasil?

Quem explicou esse sistema foi Mauricio Kotait, vice-presidente sênior e general manager da ViacomCBS. Segundo o executivo, o Pluto TV Brasil terá breaks comerciais de dois minutos a cada 10 ou12 minutos de uma atração transmitida. Com isso, para cada 50 minutos de conteúdo, serão dez de publicidade.

Interface do Pluto TV Brasil: aposta na exibição de anúncios em intervalos comerciais para gerar receita (Imagem: ViacomCBS)

"Os breaks são assistidos por completo. Não há como o espectador pular a publicidade, como acontece em outras plataformas de streaming", afirmou Kotait ao Canaltech. "Além disso, os usuários assistirão às propagandas em tela cheia. Com isso, os comerciais serão percebidos de modo integral, entregando uma experiência completa aos nossos anunciantes".

O executivo da ViacomCBS também afirmou que a empresa já conta com um time comercial que já está rua vendendo os espaços para a Pluto TV Brasil. "Os anunciantes podem comprar espaços slots publicitários direto com a nossa equipe ou optar pelo formato de mídia programática". declarou.

Perguntamos também se a ViacomCBS estuda uma versão paga do Pluto TV, livre de publicidade, a exemplo do que o YouTube oferece com o YouTube Premium. Kotait foi resoluto: Não! "Operamos nesse formato desde o início do Pluto TV, em todos os países onde atuamos", explicou. "E confiamos plenamente na eficiência desse modelo. Não há possibilidade de termos uma versão paga do Pluto TV no futuro".

Atualmente, a Pluto TV tem uma audiência mundial de quase 36 milhões de usuários ativos mensais e uma presença internacional que se estende pela Europa, América Latina e Estados Unidos, num total de 24 países ao redor do planeta. Até o final de 2021, a plataforma terá mais de 60 canais e 7.800 horas de conteúdo, com uma variedade de gêneros e formatos que incluem filmes, séries, reality shows, anime, estilo de vida, competições, natureza, polícia e conteúdo infantil.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.