Eternos vai gerar um efeito cascata e definir futuro da Fase 4 da Marvel

Eternos vai gerar um efeito cascata e definir futuro da Fase 4 da Marvel

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 13 de Outubro de 2021 às 17h30
Reprodução/Marvel Studios

A grande dúvida em torno de Eternos, o novo filme do Marvel Studios, é como esse grupo de personagens quase divinos vai se conectar com os super-heróis que a gente conhece. No entanto, parece que a ideia aqui não é apenas introduzir um novo grupo a esse panteão já bastante povoado, mas fazer com que o filme como um todo tenha repercussões em tudo o que veremos do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês) dali em diante.

De acordo com o produtor Nate Moore, os eventos de Eternos vão gerar uma espécie de efeito cascata ao longo de todos os demais lançamentos da Fase 4, ou seja, a história do filme vai deixar marcas significativas em todos os demais que estão por vir. E isso, segundo ele, não está relacionado somente aos Eternos, mas também aos Deviantes e Celestiais, que serão introduzidos e desenvolvidos na trama. 

Segundo produtor, impacto de Eternos no MCU vai ser muito maior do que apenas introduzir novos personagens (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

Mais do que isso, para Moore, todos esses conceitos apresentados no filme vão servir quase como uma espinha dorsal para os demais filmes. E por mais que ele não tenha deixado claro exatamente o que isso significa em termos práticos, a fala deixa bem clara a importância que Eternos terá para a construção do MCU daqui em diante.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Pelo que o produtor sugere, não se trata apenas de introduzir novos personagens que aparecerão em outros filmes, como a gente viu diversas vezes em histórias de origem anteriores, mas de algo com um impacto em todo o universo cinematográfico e na história que está sendo contada. E é aí que surgem algumas hipóteses.

A primeira delas está relacionada a algum evento que estará ligado ao próprio Eternos. Como já foi revelado, esses heróis divinos vão ter que impedir um evento quase apocalíptico chamado de A Emergência e é bem provável que isso acabe gerando consequências que serão exploradas em outras produções, mais ou menos como foi o blip de Thanos. E, como ninguém sabe do que se trata, pode ser qualquer coisa, como mais uma exploração do multiverso ou mesmo alguma coisa que pode dar origem aos mutantes, por exemplo. Mais uma vez: pode ser qualquer coisa.

Tal impacto pode representar uma maior participação dos Celestiais no MCU (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

Ao mesmo tempo, o tal efeito cascata citado pelo produtor pode se referir a alguns conceitos que o filme vai trazer, como os próprios Celestiais. Esses seres que são tidos como as grandes divindades do universo Marvel já foram citados no MCU em Guardiões da Galáxia, mas a verdadeira apresentação deve acontecer em Eternos e isso pode estar sendo feito para trazer esses personagens futuramente dentro da saga que está se desenhando agora. Seriam eles a resposta para solucionar a bagunça no multiverso?

Isso tudo só aponta para a importância do novo filme para essa história que começa a engatinhar. Até agora, a Fase 4 da Marvel avançou muito mais nas séries de TV do que nos cinemas e Eternos é a chance de vermos o primeiro grande avanço dessa história nas telonas. O longa estreia por aqui no dia 4 de novembro e esperamos que toda essa expectativa que vem sendo criada se concretize.

Fonte: ScreenRant

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.