Qual a diferença entre o IMAX e o cinema convencional?

Qual a diferença entre o IMAX e o cinema convencional?

Por Beatriz Vaccari | Editado por Jones Oliveira | 28 de Agosto de 2021 às 09h00

Estamos muito acostumados a ver um filme blockbuster chegar aos cinemas em tecnologia IMAX, mas você sabia que esse formato de entretenimento é bem recente? No Brasil, a primeira sala de cinema IMAX foi inaugurada somente em janeiro de 2009, no Bourbon Shopping, em São Paulo. Na época, foram gastos quase US$ 1,5 milhão no local que abrigaria 334 pessoas para uma experiência única.

No entanto, o IMAX já existia no Canadá há muito mais tempo: mais especificamente desde 1971, quando foi oficialmente lançado no Cinesphere em Toronto. Em 1997, a primeira projeção no Brasil aconteceu no Rio de Janeiro, mas por ter sido um evento único, a inauguração ficou de fato para anos depois. Atualmente, o país conta com salas em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Fortaleza, Belo Horizonte, Curitiba, Recife, Cotia, Campinas e Riberão Preto.

Quando um filme está para ser lançado, geralmente as distribuidoras batem muito na tecla de exibição em salas IMAX, como se a transmissão fosse mais divertida, imersiva e vantajosa — o que é verdade, visto que, com a tecnologia atual, os grandes estúdios já pensam em exibir longas-metragens nessa modalidade desde as filmagens no set; apenas pensando que tipo de experiência pode oferecer para o público.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Mas você sabe qual é a principal diferença entre o IMAX e um cinema convencional e as principais experiências que os dois modelos de exibição podem te oferecer na hora de assistir a um filme? Para esclarecer essa dúvida, o Canaltech preparou um guia completo sobre essa tecnologia.

Afinal de contas, qual é a principal diferença entre IMAX e cinema convencional? (Imagem: serhiibobyk/Envato)

O que é um cinema convencional?

Para começar, é necessário saber o que é, de fato, um cinema convencional. Preferidos do público há bastante tempo, os cinemas tradicionais funcionavam com a exibição através de rolos de filme e projetor analógico. Porém, com a modernidade, houve mudanças na forma de captar e armazenar as imagens, agora feita por câmeras digitais e utilizando diversas técnicas que visam melhorar a experiência do público em uma sala de cinema.

Ainda assim, hoje o que consideramos "cinema convencional" continua sendo aqueles cujas salas de exibição têm telas retas e simples e que, para comportar um público grande e oferecer a mesma visão para todos, tem cadeiras colocadas em fileiras retas, na posição frontal e geralmente organizadas em um piso inclinado. Nesse caso, a qualidade da imagem é limitada justamente pelo formato da tela ser capaz de incorporar apenas uma faixa limitada de pixels e resolução.

O que é IMAX?

O IMAX, por sua vez, já oferece uma experiência mais imersiva e com altíssima qualidade técnica: seja de imagem ou áudio. Descrito como uma transmissão mais "envolvente", as mudanças já começam quando o usuário adentra o local: as salas de cinema IMAX são chamadas de "design clássico" ou "multiplex", ou seja, que foram construídas justamente para aquele propósito ou adaptadas para tal.

(Arte: William Johnny / Canaltech)

A construção de uma sala de exibição IMAX difere completamente do cinema convencional justamente por conta da distribuição e disposição das poltronas, pensadas para que os usuários fiquem mais perto da tela e, assim, tenham uma experiência mais imersiva. As fileiras de assentos são colocadas em um ângulo acentuado, enquanto no cinema regular todas estão em linha reta.

Isso acontece também porque a própria tela IMAX tem uma cúpula circular e enormes telas planas que se estendem de ponta a ponta da parede e atendem a todo o público, independente do ângulo em que as pessoas estiverem sentadas. A diferença não está só no tamanho: a tela do IMAX é mais côncava e a resolução chega a 10.000 por 7.000 pixels, enquanto uma tela convencional tem 2.048 por 1.080 pixels.

A diferença do IMAX também encontra-se na luz que projeta o filme: trata-se de uma lâmpada Xenon superbrilhante de 15.000 watts, que permite uma imagem melhor, mais forte e mais nítida com uma taxa de contraste mais alta em comparação com a de um cinema normal, que são limitados pela quantidade de pixels. Isso melhora consideravelmente a resolução das imagens transmitidas e propõe uma experiência mais colorida e de alta qualidade para o público.

Qual a diferença entre os dois?

(Arte: William Johnny / Canaltech)

Como falamos anteriormente, um filme que será exibido numa sala IMAX é pensado desde cedo, quando a produção ainda trabalha nos sets de filmagens. Longas para cinemas convencionais são filmados em 35 mm, enquanto os planejados para serem exibidos com essa tecnologia mais atualizada e de alta definição já são rodados em 70 mm. Isso significa que o tamanho do filme é cerca de 10 vezes maior do que o padrão, dando uma experiência visual mais clara, colorida e nítida.

Ficou confuso? O Canaltech elaborou uma tabela para mostrar de forma clara e didática a diferença entre ambas experiências em cada aspecto.

Cinema convencional IMAX
Tamanho das películas 35 mm 70 mm
Gráfico Imagens de boa qualidade Imagens em alta definição, mais coloridas, nítidas, claras e naturalmente mais longas e descritivas
Tipos de tela Reta e simples, com uma resolução de 2.048 por 1.080 pixels Grande e côncava, com uma resolução de 10.000 por 7.000 pixels
Geometria Assentos disponibilizados em fileiras retas e geralmente num piso inclinado, diminuindo a visão do espectador que sentar nos cantos ou em lugares que não fazem parte da tela Assentos distribuídos em formato ângular para se encaixar com o formato da tela, de uma forma que proporciona uma experiência mais imersiva e realista, pois o seu formato deixando o espectador mais próximo da tela
Som Alto-falantes padrão, colocados atrás da tela de projeção Alto-falantes digitais e patenteados de 12.1 canais de 15.000 watts, oferecendo uma experiência imersiva com uma frequência mais ampla. Os aparelhos são desenvolvidos por engenheiros de som e áudio especialistas na criação de alto-falantes com uma saída mais potente e de qualidade cristalina.
Além disso, geometria do teatro adiciona experiência e o som viaja pelo auditório tornando o filme uma experiência mais enriquecedora.
Projeção técnica Imagens projetadas a partir de lâmpadas xenom tradicionais Mecanismo de luz à laser de alta potência. Com dois projetores digitais 4K para iluminar a enorme tela, proporcionando imagens mais nítidas, brilhantes, claras e vivas.
Produção Mais acessível e com câmeras tradicionais Câmeras mais caras e pesadas, além de demorar para carregar o filme — apesar de oferecer uma qualidade sem igual de imagem
Custo Ingressos mais acessíveis Ingressos mais caros

Com informações de: Difference Between, MAAC, Showmetech, Quora

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.