Cowboy Bebop │ Saiba quem é quem na abertura da nova série da Netflix

Cowboy Bebop │ Saiba quem é quem na abertura da nova série da Netflix

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 27 de Setembro de 2021 às 19h30
Divulgação/Netflix

A abertura de Cowboy Bebop foi uma das grandes surpresas do Tudum — evento da Netflix realizado no último sábado (25) para mostrar suas próximas novidades — não apenas pelo ótimo visual dos personagens, mas por ter recriado a icônica introdução do anime em live action de forma quase literal. Com exceção de uma ou outra cena que foi alterada ou adaptada, o seriado recriou muito bem o clipe original.

E é justamente nessas pequenas alterações que está o conteúdo mais interessante da nova versão, já que ela apresenta alguns dos personagens que estarão nesta primeira temporada. Além do trio de protagonista, vemos vários vilões e aliados que também aparecem no anime já dando as caras em carne e osso.

Assim, por mais que não seja necessariamente um trailer como muita gente esperava, a abertura conseguiu mostrar muito do que vem aí — e ao som da excelente trilha sonora do anime. E para ajudá-lo a se situar no meio de tantos novos rostos, o Canaltech lista quem é quem na abertura de Cowboy Bebop da Netflix.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Spike Spiegel (John Cho)

Protagonista é um caçador de recompensas com um passado misterioso (Imagem: Reprodução/Netflix)

Protagonista da série, Spike Spiegel é o típico caçador de recompensas com um passado misterioso do qual tenta fugir. Com um jeito bastante sarcástico e que não leva as coisas muito a sério, é um excelente lutador — como a pirueta que ele dá no vídeo já deixa bem claro —, o que diz um pouco sobre sua vida anterior à nave Bebop. Apesar disso tudo, segue a bordo com Jet e Faye em busca de novas missões para conseguir alguns trocados.

Jet Black (Mustafa Shakir)

O ex-policial se tornou o principal piloto da Bebop (Imagem: Reprodução/Netflix)

O piloto da nave Bebop é também o melhor amigo de Spike e considerado a voz da razão da tripulação e, apesar de seu jeito mais bruto, cultiva alguns hobbies mais tranquilos. Afinal, é possível vê-lo cultivando um belo bonsai na abertura. Antes de pilotar a nave, era um dos poucos policiais honestos do espaço, até que um caso deu muito errado — o que custou seu braço e seu idealismo.

Faye Valentine (Daniella Pineda)

Série deu uma boa amenizada no visual hiperssexualizado da personagem no anime (Imagem: Reprodução/Netflix)

Uma exímia lutadora e excelente piloto, Faye encarna a clássica figura da mulher boladona com um passado misterioso que é ótima em tudo o que faz. Justamente por isso, sua personalidade é bem mais impulsiva e é a raiz de boa parte das dores de cabeça da tripulação da Bebop.

Vicious , Shin e Lin (Alex Hassel, Ann Truong e Hoa Xuande)

O clássico vilão com cara de mal e espada samurai está presente na adaptação (Imagem: Reprodução/Netflix)

É claro que o passado sombrio do protagonista não ia passar batido e isso está presente na figura de Vicious. O loiro com uma katana exala a aura de vilão e sua história mostra que as aparências não enganam. Ele é um assassino bastante perigoso na galáxia que comanda um sindicato criminoso chamado Dragão Vermelho.

Aliás, a sua espada é tão marca registrada de suas ações que é com ela que Vicious protagoniza uma das cenas mais icônicas de Cowboy Bebop: a luta contra Spike na igreja. É possível ver brevemente esse momento na abertura, com o personagem de John Cho caído no chão e Vicious sobre ele.

Já os gêmeos Shin e Lin são apenas os capangas da Dragão Vermelho que sempre acompanham o vilão para cima e para baixo.

Julia (Elena Satine)

julia é a clássica femme fatale de uma história noir (Imagem: Reprodução/Netflix)

O grande charme de Cowboy Bebop é recriar uma história noir dentro de um mundo de ficção científica com todas as maluquices que um anime permite. E, dentro dessa lógica, é óbvio que uma história dessas precisaria daquela femme fatale com uma história trágica e complicada para motivar o herói a entrar em alguma enrascada — papel que cabe à Julia.

Tanto que é por causa dela que Spike e Vicious se odeiam, já que são as suas ações que impactam diretamente a vida dos dois. A grande dúvida é se a Netflix vai colocá-la ativamente na trama ou apenas em flashbacks, como acontece no anime.

Ana e Gren (Tamara Tunie e Alexander Park)

(Imagem: Reprodução/Netflix)

Ana é a grande figura materna de Spike. Dona de um clube de jazz em algum canto do espaço, ela é a responsável não apenas por fornecer armas e suprimentos para a Bebop, mas também dar conselhos para o protagonista. Já Gren é um de seus músicos e que traz um passado trágico na bagagem.

Asimov e Katerina (Jan Uddin e Lydia Peckham)

História também tem espaço para bandidos pequenos (Imagem: Reprodução/Netflix)

Como dito, Spike e o restante da tripulação da Bebops são caçadores de recompensas, o que significa que devemos ver alguns criminosos espaciais cruzando os seus caminhos ao longo da série. É o caso de Asimov e Katerina, dois jovens bandidos que querem apenas fazer um último grande assalto antes de sumirem do mapa.

Maria Murdock (Adrienne Barbeau)

Não se deixe enganar: idosos também podem ser perigosos no mundo de Cowboy Bebop (Imagem: Reprodução/Netflix)

Não se deixe enganar pela elegante senhora de chapéu que aparece na abertura. Ela é nada menos do que a líder dos Space Warriors, um grupo ecoterrorista que quer proteger a natureza da humanidade custe o que custar. Por causa de seus ataques, eles entraram na mira dos caçadores de recompensas. Vale destacar que Maria nunca está sozinha e que a própria introdução da série já mostra alguns dos seus asseclas mascarados em ação.

Teddy Bomber (Rodney Cook)

Um ursinho terrorista é uma ideia e tanto (Imagem: Reprodução/Netflix)

O nome já deixa bem claro que, apesar do visual fofinho, Teddy Bomber é bastante perigoso e explosivo. Ele também é considerado um terrorista e se declara um ativista contra os desmandos do capitalismo espacial. E a forma de agir consiste basicamente em encher ursinhos e brinquedos com bombas e para explodi-los em seus alvos. Assim, sua cabeça peluciada também é posta a prêmio.

Pierrot Le Fou (Josh Randall)

A ideia do palhaço assassino é sempre apaixonante (Imagem: Reprodução/Netflix)

Cowboy Bebop também tem o seu próprio Coringa. Pierrot Le Fou é um serial killer espacial que surgiu após ter passado por uma série de experimentos para criar o assassino perfeito — e parece que conseguiram, já que ele se tornou viciado em matar. E é dentro dessa sua loucura que ele acaba cruzando o caminho de Spike, Jet Black e Faye.

Punch e Judy (Ira Munn e Lucy Currey)

(Imagem: Reprodução/Netflix)

Esses dois personagens aparecem muito rapidamente na abertura, mais especificamente na pilha de TV que é mostrada em alguns poucos segundos. A dupla apresenta uma espécie de programa de TV para caçadores de recompensa e são eles que revelam ao mundo quais são os alvos válidos espalhados pela galáxia.

Abdul Hakim

É uma pena que esse personagem apareça tão pouco (Imagem: Reprodução/Netflix)

Um criminoso ladrão de animais que, no anime, aparece apenas no segundo episódio. Com um visual bastante característico e ótimas habilidades em artes marciais, ele vira alvo de caçadores de recompensa após roubar um cachorro de uma unidade de pesquisa ilegal.

Ein 

Ein é o verdadeiro destaque de Cowboy Bebop (Imagem: Reprodução/Netflix)

E o cachorro é ninguém menos do que Ein, o Corgi que se tornou extremamente inteligente graças a esses experimentos científicos a que foi submetido. Embora fosse o alvo de uma missão, é tão simpático que passa a integrar a tripulação da Bebop.

Fonte: CBR, IGN

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.