10 filmes para assistir neste Dia dos Namorados

Por Beatriz Vaccari | 12 de Junho de 2020 às 10h00
Reprodução

O dia mais romântico do ano chegou, porém, diferente dos anteriores, os casais enfrentam uma série de restrições em 2020, pois o Brasil ainda cumpre o período de isolamento social devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. Com todo mundo em casa, os serviços de streaming passaram a liderar quando o assunto é distração e entretenimento durante a quarentena. Prova disso é a disparada de audiência observada pela Netflix, desde o início da pandemia, que mostrou que os usuários da plataforma passam mais de 3 horas por dia assistindo conteúdos.

Considerando essa realidade, o Dia dos Namorados deste ano requer um pouco de criatividade. Com restaurantes, bares, shoppings, cinemas e locais de convívio comum fechados ou parcialmente abertos, o que resta para celebrar a data é a boa e velha maratona de séries e filmes. Pensando nisso, o Canaltech resolveu dar uma ajudinha e criou essa lista com 10 filmes de romance pra você assistir com a pessoa amada neste dia 12 de junho.

Para facilitar a sua vida, aqui vai o trailer e uma pequena descrição de cada produção, bem como os links para os serviços em que elas estão disponíveis. Agora, o seu trabalho é apenas apertar o play. Vamos nessa?

10. Diário de uma Paixão

Nicholas Sparks é um queridinho de leitores fãs das histórias de amor. O autor possui mais de 20 livros publicados e traduzidos para mais de 50 idiomas diferentes, tornando-o referência quando o assunto é romance. Onze de seus livros já se tornaram filmes, e a nossa indicação de hoje é o mais famoso deles, que inclusive ganhará uma adaptação na Broadway: Diário de uma Paixão.

O filme mostra uma mulher e um homem que vivem juntos em um asilo, ele por opção, ela por consequência de uma doença: Alzheimer. Todos os dias o homem lê para a mulher a história de amor de um jovem casal que se apaixonou na década de 40, em Seabrook Island, na Carolina do Sul.

A partir daí o filme passa a acompanhar a jovem rica Allie Hamilton (Rachel McAdams) e Noah Calhoun Jr. (Ryan Gosling), um pobre operário, que se conheceram num parque de diversões durante as férias de verão. Ambos com 17 anos e emoções à flor da pele, não demora muito para se apaixonarem e viverem um romance intenso.

Indicado para quem gosta de romance de época e está procurando histórias com muita emoção e que possam resultar algumas lágrimas no final.

Diário de uma Paixão pode ser assistido na Netflix ou alugado no Google Play.

9. Simplesmente Acontece

Simplesmente Acontece também é um romance adaptado do livro homônimo, cujo título original é Love, Rosie. Isso porque o livro tem a história 100% contada através de cartas, bilhetes, anotações entre outros meios de comunicação físicos e digitais que acompanham o crescimento dos jovens Rosie e Alex, melhores amigos.

O longa foi lançado em 2014, época em que Lily Collins e Sam Claflin estavam fazendo tanto sucesso com seus personagens nas adaptações de Os Instrumentos Mortais e Jogos Vorazes, respectivamente, e foram chamados para protagonizar a história que acabou virando referência das produções românticas adolescente da última década.

O filme, diferente do livro, começa a pegar embalo a partir do aniversário de 18 anos de Rosie e o baile de formatura da escola em que ambos estudam. A protagonista pretendia ir com Alex, mas acaba aceitando o convite de Greg, o "popular do colégio", após descobrir que seu melhor amigo está saindo com uma garota chamada Bethany.

Durante o evento, Rosie e Greg acabam fazendo sexo, mas o preservativo fica preso dentro de seu corpo e resulta numa gravidez indesejada, ao mesmo tempo, ela é aceita na disputada Universidade de Boston. Alex acaba indo para os Estados Unidos estudar em Harvard, sem saber que a melhor amiga está prestes a dar à luz. A história acaba se desenrolando em encontros e desencontros dos dois, um apaixonado pelo outro, porém quando um está solteiro, o outro comprometido, e vice-versa.

Indicado para os fãs de friends to lovers e para aqueles que também queiram dar muitas risadas.

Simplesmente Acontece está disponível nos catálogos do Telecine Play, Globoplay e Amazon Prime Video.

8. Cartas para Julieta

Prestes a se casar, a aspirante a jornalista Sophie Hall (Amanda Seyfried) viaja para a Itália com o noivo Victor (Gael García Bernal) para uma pré-lua de mel. Com o intuito de aproveitar ao máximo a viagem ao lado do amado e criar diversas memórias românticas antes do casamento, as esperanças da protagonista logo são destruídas após notar que seu futuro marido está mais focado em pesquisar ingredientes italianos e fazer contatos para seu restaurante em Nova York do que visitar pontos turísticos e cumprir o roteiro de casal antes combinado.

Sophie então escolhe andar por Verona sozinha, e descobre um local em que mulheres escrevem cartas endereçadas à Julieta com suas agonias, dúvidas e desabafos, esperando uma resposta. A protagonista então acaba conhecendo um grupo de voluntárias que respondem às cartas, até encontrar uma escrita em 1957 sobre a jovem Claire, apaixonada por um rapaz chamado Lorenzo, e decide respondê-la.

É então que Claire, acompanhada de seu neto Charlie Wyman (Chris Egan), vai para a Verona conhecer Sophie, que logo os convida para ir em busca de Lorenzo em uma viagem pelas estradas italianas. Sophie, por sua vez, aproveita a história para tentar sua primeira publicação assinada no jornal em que trabalha, enquanto seu coração fica dividido, adinha entre quem?

Indicado para fãs de lindos cenários, histórias de amor com verdadeiras almas gêmeas e protagonistas cuja jornada de autoconhecimento acaba sendo um dos pontos principais da trama.

Cartas para Julieta está disponível nos catálogos do Telecine Play e Amazon Prime Video.

7. Uma Linda Mulher

Julia Roberts tirou a década de 90 para arrancar suspiros dos amantes de histórias românticas. Com um currículo repleto de filmes que vão te fazer se apaixonar, era óbvio que ela não poderia ficar de fora desta lista. Por mais que a atriz seja responsável por filmes icônicos como Noiva em Fuga, Um Lugar Chamado Notting Hill, O Casamento do Meu Melhor Amigo entre muitos outros, o holofote desta vez cai sobre Uma Linda Mulher.

O romance passa com o galã da época Richard Gere no papel do executivo Edward Lewis que também rendeu uma das mais marcantes trilhas sonoras do cinema e também responsável por dar o Globo de Ouro de Melhor Atriz em Comédia ou Musical na premiação de 1991.

A história acompanha a viagem de Edward Lewis para Los Angeles, com o objetivo de atrair novas empresas para compra e venda. Em uma noite, ele acaba conhecendo Vivian Ward (Julia Roberts), uma garota de programa que naquele momento estava procurando clientes na Hollywood Boulevard. Edward, que tinha acabado de ser largado por sua namorada, paga Vivian para acompanhá-lo durante uma semana em seus jantares e reuniões de negócios durante sua estadia na cidade. A protagonista acaba se apaixonando pelo executivo e é aí que a história começa.

Indicado para grandes fãs de trilhas sonoras, cenas clássicas e histórias em que o mocinho acaba lutando até o fim pelo amor da mocinha.

Uma Linda Mulher está disponível no catálogo do Telecine Play e também pode ser alugado no Google Play.

6. Você nem Imagina

Quando a Netflix anunciou que disponibilizaria mais uma comédia romântica original em seu catálogo, o público já esperava algo fadado ao clichê, por mais que, desta vez, a trama incluísse uma protagonista não-branca e que também não é heterossexual. Você nem Imagina dá a entender pelo trailer que se trata de mais um filme adolescente com um triângulo amoroso, e por mais que ele esteja aí em cima, esta redatora recomenda você assistir ao filme esquecendo do que viu no trailer.

Iniciado por uma frase do diálogo "O Banquete", de Platão, a primeira cena já deixa bem claro que aquele filme trata-se da compreensão do amor, não necessariamente o Amor Eros (que conhecemos como o amor romântico, passional, sexual), mas das várias formas em que o amor existe.

A história acompanha a jovem Ellie Chu (Leah Lewis) e sua rotina na pequena cidade norte-americana Squahamish. Filha de um imigrante chinês, a adolescente é dona de uma produção clandestina de redações para os colegas de sala, e por conta de seu talento, é procurada por Paul Munsky (Daniel Diemer) para escrever uma carta para Aster Flores (Alexxis Lemire), uma das mais bonitas garotas do colégio. Paul tem absoluta certeza que o que sente por Aster é amor, por mais que nunca tenha trocado uma palavra com ela. Ellie aceita ajudá-lo, e acaba se passando pelo garoto em trocas de mensagens de texto, porém, escondendo de Paul seus verdadeiros sentimentos pela garota.

Você nem Imagina não é sobre qual dos dois adolescentes vai ficar com Aster Flores, e sim sobre a ressignificação do amor. O Amor Philia (conhecemos como o amor platônico, de amizade, como Aristóteles definia "por sua causa e não pelas nossas próprias, e assim estar inclinado, tão tempo quanto puder, fazer tais coisas por ele"), que acaba nascendo entre Ellie e Paul, é o ponto principal da história.

Indicado para quem não esteja procurando o filme do casal que fica junto no final, e esteja afim de se emocionar com as várias formas que o amor tem a oferecer.

Você nem Imagina é um filme original Netflix.

5. Se a Rua Beale Falasse

Mais uma adaptação de um título literário. Desta vez, o destaque vai para Se a Rua Beale Falasse, do livro homônimo escrito por James Baldwin e publicado em 1974 e nas telonas, dirigido por Barry Jenkins. O longa chegou a ser lançado no Festival Internacional de Cinema de Toronto e foi aclamado pela crítica, além de ter recebido indicações na temporada de premiações, com Regina King levando o Oscar, Globo de Ouro e Critics' Choice Awards na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante.

A história acompanha Clementine Rivers (Kiki Layne) e Alonzo Hunt (Stephan James), apelidados logo de início de Tish e Fonny. Ela, grávida, ele, na prisão, acusado de um crime que não cometeu. Assim como no livro, os eventos são apresentados conforme a narração de Tish, desde quando o casal se conheceu na infância, até os dias atuais (em que Fonny fica sabendo da gravidez da amada enquanto recebe sua visita na prisão, falando por um telefone e com um vidro entre eles).

A história, que mostra um amor em sua forma mais pura e bela, acaba sendo contada de uma forma triste, mostrando que o racismo ainda está enraizado na sociedade norte-americana, trazendo muito mais obstáculos na vida da população negra do que qualquer pessoa branca pode imaginar.

Se a Rua Beale Falasse está disponível no catálogo da HBO GO.

4. Hoje eu Quero Voltar Sozinho

O Brasil quase chegou a ser indicado à Cerimônia do Oscar de 2015, Hoje Eu Quero Voltar Sozinho longa-metragem dirigido, roteirizado e produzido por Daniel Ribeiro, foi escolhido pelo Ministério da Cultura em 2014 a representar o país na premiação, porém acabou não seguindo para a lista de finalistas. Resultado de uma boa recepção ao curta-metragem digital intitulado Eu Não Quero Voltar Sozinho (assista aqui), o filme conta, mais uma vez e desde o início, a história de como Leonardo (Ghilherme Lobo), um estudante cego do ensino médio, conheceu Gabriel (Fábio Audi).

O filme amplia o debate abordado no curta, que é o medo e a preocupação com o primeiro beijo, para a insegurança, a vontade de ser independente e o amor de modo geral, juntamente às típicas crises na adolescência.

Leonardo conhece Gabriel logo no início do filme, que tropeça várias vezes em suas falas para conversar com o colega, utilizando verbos como "ver", "assistir" e "enxergar", mostrando como a deficiência do amigo é tão natural que às vezes ele esquece. Giovana (Tess Amorim), amiga inseparável de Leonardo, também mostra um interesse em Gabriel, e o ciúme presente no triângulo amoroso é quase inevitável, desdobrando vários acontecimentos.

Indicado para quem quer ver um filme "quentinho", que trata de problemáticas da adolescência e a descoberta do primeiro amor em sua maneira mais pura.

Hoje eu Quero Voltar Sozinho está disponível no catálogo da Netflix e pode ser alugado no Google Play.

3. Trilogia Before

A prova de que você pode encontrar o amor da sua vida em qualquer lugar e qualquer hora está resumida nos primeiros minutos de Antes do Amanhecer, primeiro título da trilogia que foi carinhosamente apelidada de "Trilogia Before", justamente porque os três filmes utilizam a palavra em seus títulos.

Duas pessoas completamente diferentes estão viajando de trem pela Europa, ambos com destinos e histórias muito distintas, mas que a vida acabou dando um jeito de se encontrarem. Jesse (Ethan Hawke) acabou de ser dispensado pela namorada, e para não perder dinheiro, acabou aproveitando sozinho os dias restantes de sua viagem pelo continente europeu, até que esbarra com Céline (Julie Delpy), que pegava o trem com destino a Paris, cidade em que mora.

Após presenciar a discussão de um casal nas poltronas da frente do veículo, Céline se muda para os assentos mais fundos, e conhece Jesse. Ele não perde tempo: dá a ideia dos dois irem ao vagão-restaurante, e quando chega em Viena, sugere que ela desça do trem com ele e passe as próximas horas em sua companhia até o horário de seu voo, às 9h30.

Céline aceita, e os próximos minutos do filme acompanham o casal recém-conhecido em lugares e pontos turísticos diferentes da cidade, contando sobre um ao outro, discutindo relacionamentos, perspectivas de vida e até religião até que, em um momento, eles acabam se envolvendo, dificultando muito mais a hora de dizer adeus. Os dois filmes seguintes abordam a história do casal anos depois de sua noite de aventuras na cidade europeia.

Indicado para quem acredita em amor a primeira vista, destino e (mais uma vez) almas gêmeas. Embora sejam três filmes, a maratona acaba não sendo longa devido à duração de cada um, tendo quase o mesmo ritmo de uma maratona de séries.

Os filmes da trilogia podem ser encontrados em serviços de streaming diferentes. Antes do Amanhecer está disponível no Telecine Play, Antes do Pôr-do-Sol pode ser encontrado na HBO GO e Antes da Meia-Noite está disponível para assinantes do Clarovideo.

2. Sintonia de Amor

Há casais que parecem que foram feitos para atuar juntos. É o caso de Tom Hanks e Meg Ryan que já trabalharam em quatro filmes diferentes, interpretando um par romântico em três deles, oferecendo tanta química em frente às câmeras que o fato de nunca terem se relacionado amorosamente na vida real surpreende os fãs.

Protagonizando comédias românticas dos anos 90, dessa vez, vamos dar atenção à Sintonia de Amor, o segundo trabalho da dupla, três anos depois de Joe Versus The Volcano e cinco antes de estrelarem o clássico Mensagem Pra Você, dois títulos que valem a pena conferir se você gostar da dica de hoje.

O filme começa em Chicago, com a morte da esposa de Sam Baldwin (Tom Hanks), agora recém-viúvo com o filho de oito anos, Jonah. Para tentar começar uma nova vida, Sam decide mudar para Seattle. Na véspera de natal na nova cidade, o filho telefona para um programa de rádio que está sendo apresentado por uma psicóloga de relacionamentos, Jonah então diz que quer arranjar uma nova esposa para o pai, uma vez que está preocupado com ele após a morte de sua mãe.

Annie Reed (Meg Ryan), jornalista moradora de Baltimore, está em seu carro voltando da casa dos pais, e acabou de apresentar o noivo para toda a família quando liga o rádio e ouve o programa em que Jonah está participando. A psicóloga pede para falar com Sam, que declara ao vivo todo o seu amor e saudade que tem pela ex-exposa, e acaba tornando-se disputado por mulheres solteiras de todo o país, recebendo o apelido de Sleepless in Seattle (nome original do filme). Annie não consegue conter a curiosidade e procura maneiras de conhecer Sam, mesmo morando tão longe.

Indicado para quem curte histórias de amor às cegas, filmes cativantes e leves. Além do mais, Sintonia de Amor se passa no Dia dos Namorados norte-americano, sendo uma boa pedida para a data!

Sintonia de Amor está disponível no catálogo da HBO GO e para locação no Google Play.

1. A Casa do Lago

Seguindo a linha de casais que já atuaram em mais um filme juntos e têm muita química nas telas, a dica final é a A Casa do Lago, remake do longa sul-coreano Siworae, que traz Keanu Reeves e Sandra Bullock nos papéis principais. A dupla já havia trabalhado antes em Velocidade Máxima, filme de 1994 que chegou a ganhar dois Oscars nas categorias mixagem e edição de som. Diferente de Tom Hanks e Meg Ryan, Reeves e Bullock já chegaram a gostar um do outro enquanto gravavam seu primeiro filme juntos, mas nunca chegaram a admitir um pro outro.

Agora falando do filme, a história acompanha a médica Kate Foster (Sandra Bullock), que leva uma vida solitária e acabou de se mudar de sua casa no lago para um apartamento em Chicago. Como forma de não perder suas futuras correspondências, ela deixa uma carta para o próximo inquilino, deixando seu novo endereço e explicando que as manchas na calçada em frente à casa já estavam lá quando ela se mudou.

Quem recebe a carta é o arquiteto Alex Wyler (Keanu Reeves) quando chega à casa do lago, totalmente negligenciada e sem manchas em nenhum lugar. Mais tarde, em mais algumas trocas de cartas, Alex e Kate descobrem que estão a dois anos de distância um do outro, e como todo filme de romance: eles se apaixonam.

Indicado para quem está procurando um filme emocionante, com muitas declarações de amor e um pouquinho de fantasia.

A Casa do Lago está disponível para locação no Google Play.

Menção honrosa: Modern Love

Se você não está no ânimo de assistir filmes, e sim maratonar séries, a menção honrosa desta vez é Modern Love, uma produção antológica inspirada na coluna homônima do jornal norte-americano The New York Times. Em cada episódio é retratada uma história já abordada no jornal com diferentes rostinhos muito familiares: Anne Hathaway, Andrew Scott, Tina Fey, Dev Patel e até Ed Sheeran são algumas das personalidades que estrelam os episódios da série.

De histórias românticas a histórias sobre amor-próprio, aceitar as próprias fraquezas, superar aqueles que já faleceram entre muitas outras formas de amor foram abordadas em Modern Love. São oito episódios de no máximo 35 minutos cada para maratonar.

Modern Love é uma série Amazon Original e pode ser assistida no Prime Video.

E aí, quais outros filmes você adicionaria nesta lista pra lá de romântica?

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.