Vinte por cento

Por Renato Ribeiro | 26 de Março de 2020 às 09h00
Unsplash

*Por: Natália Bertussi

Dados do IBGE nos mostram que apenas 20% da área de tecnologia é ocupada por profissionais mulheres. Esse número é baixo, mas ainda assim fico feliz em fazer parte dessa estatística.

Vejo, diariamente, o crescente número de mulheres nesta área, mas também vivo todas as dificuldades que enfrentamos: temos barreiras diárias, e gigantes, a serem transpostas.

Hoje, faço parte da Coordenação Nacional de Startups do Sebrae, uma posição que me permite ter autonomia, colocar em prática uma série de planos e benefícios para os pequenos negócios, ver o impacto do trabalho que realizo na vida de tantas pessoas e contribuir diariamente para que estes 20% aumentem a cada dia.

São em atitudes diárias - e muitas vezes não tão fáceis - que tento contribuir para isso: ao recomendar palestrantes para eventos, ao indicar cases de sucesso para a imprensa, ao mentorar startups, ao estimular o surgimento de novos negócios inovadores, ao pensar novas estratégias.

Mas, como eu disse, isso é um exercício diário, que requer uma lembrança constante desse olhar. Uma doutrina para me mostrar que não represento apenas a Natália Bertussi. Represento também as mulheres que compõem os 20% da área de tecnologia, e as 30% que ainda estão por vir - acredito nisso!

Um pequeno gesto, mas que me mantém focada nisso, é um exercício que costumo fazer em todo evento que estou: me imagino no palco, pedindo para que todas as mulheres da plateia se levantem, e fico triste com a quantidade baixíssima de mulheres que vejo mentalmente se levantando. Sonho com o dia em que ficarei satisfeita com o resultado desta pergunta.

Mas uso isso como combustível para ser catalisadora do empreendedorismo feminino, para ser mãe, ser companheira, ser vulnerável. Em resumo, para ser mulher e ser F*** - como tantas mulheres que conheço neste ramo, que respeito e que admiro diariamente.

Uso isso como energia para um dia ser uma Cristina Junqueira, uma Ana Fontes, uma Bedy Yang, uma Renata Zanuto, uma Camila Farani, uma Camila Achuti, uma Dani Junco, uma Maitê Lourenço, e ter a certeza que cada uma, diariamente, contribui para mudarmos a estatística dos 20%.

E você, qual o seu combustível diário?

*Em especial ao mês da mulher, o colunista abriu espaço para duas empreendedoras para contar um pouco sobre o dia a dia de uma mulher em uma posição de tomada de decisões.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.