Publicidade

Como fazer um portfólio escolar

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 26 de Maio de 2024 às 20h00

Link copiado!

Pexels/Pixabay
Pexels/Pixabay

É importante fazer um portfólio escolar para compilar os principais trabalhos feitos ao longo do ano letivo e apresentar o seu progresso como aluno. Você pode fazer tudo digitalmente, mas também é possível juntar os documentos físicos em uma pasta. O Canaltech separou algumas dicas e plataformas para você se preparar — confira.

Plataformas para portfólio escolar

Se você optar por fazer tudo digitalmente, então é válido conhecer cinco plataformas para criar o seu portfólio escolar.

Continua após a publicidade

1. ClassDojo

Feito para professores e responsáveis pelos alunos, o ClassDojo permite adicionar os trabalhos durante o ano letivo para apresentar o desenvolvimento das crianças e adolescentes. Basta instalar o aplicativo e alimentá-lo com postagens que podem ser vistas pelos estudantes e por seus tutores. Porém, é necessário que a escola crie a turma e a libere para os demais.

2. Google Sites

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Fácil de usar, a ferramenta do Google é uma boa opção para criar um site e juntar os principais projetos escolares. Você pode juntar imagens, criar um cabeçalho e escrever as suas reflexões para a apresentação. Depois, é só passar o link para os examinadores acompanharem com frequência.

3. Medium

Por ter foco em textos, o Medium serve muito bem para o objetivo encontrado no portfólio estudantil. Com um rápido cadastro você tem acesso ao conteúdo da plataforma e pode publicar cada projeto finalizado com figuras e comentários. Felizmente, o processo é bastante simples e intuitivo.

Continua após a publicidade
  • Preço: gratuito, mas com planos pagos a partir de US$ 5 mensais
  • Site: medium.com

4. Wordpress

Uma das plataformas para sites mais conhecidas, o Wordpress permite o cadastro e a criação de sites de forma totalmente gratuita e não exige conhecimento técnico. Você consegue fazer seu portfólio em minutos, adicionando categorias e páginas para cada disciplina.

  • Preço: gratuito, mas com planos pagos a partir de R$ 31 mensais
  • Site: wordpress.com
Continua após a publicidade

5. Kawek

Plataforma brasileira, o Kawek oferece diversas ferramentas para que o aluno compile seus trabalhos e os apresente para os professores. Há muitos templates e maneiras de organizar os projetos, que ajudam na personalização do portfólio.

  • Preço: gratuito, mas com plano pago a partir de R$ 10 mensais
  • Site: kawek.net

Dicas para fazer um portfólio escolar

Continua após a publicidade

Se você deseja começar com o pé direito, basta planejar bem o seu projeto antes de iniciar — conheça algumas recomendações.

1. Deixe em ordem cronológica

Separe todos os trabalhos do portfólio escolar em ordem cronológica do mais antigo ao mais recente. Coloque apenas projetos do ano letivo para que professores, conselheiros e avaliadores saibam exatamente o que estão olhando. Dessa forma, a organização fica clara e evita confusões.

2. Adicione suas reflexões

Continua após a publicidade

Além de colocar os trabalhos escolares, é importante que o aluno acrescente opiniões e reflexões do que aprendeu com cada estudo. Com isso, você deixa claro que não apenas realizou algo, mas se desenvolveu no processo.

3. Defina seus objetivos

Ao lado do conteúdo, o estudante também pode apresentar os seus objetivos para o ano escolar. Isso pode ser feito com o auxílio dos professores para oferecer metas alcançáveis e meios para alcançá-las. Ao fim do processo, é possível avaliar o que deu certo e o que não funcionou tão bem.

4. Organize e revise

Continua após a publicidade

Da mesma maneira que é necessário criar uma ordem cronológica para o portfólio, também é relevante deixar tudo bem organizado e com uma estrutura clara. Para garantir que isso ocorra, você precisa manter o hábito de revisar frequentemente o projeto. Deixar dividido por matérias é uma maneira útil de ordenar cada documento, mas lembre-se de examinar tudo sempre que adicionar algo.

Qual o melhor portfólio: digital ou físico?

Não há um consenso de qual formato é o melhor, pois ambos oferecem vantagens e desvantagens. O digital, por exemplo, normalmente precisa de conexão online para ser apresentado, enquanto o físico pode ser levado para qualquer lugar. Por outro lado, o digital pode ser editado frequentemente, mas o físico precisaria ser refeito em certas partes para receber uma atualização.

Normalmente, as instituições dão preferência para algum modelo, então é interessante se informar antes de colocar a mão na massa.

Continua após a publicidade

Se quiser se aprofundar, confira uma lista com mais opções de portfólios digitais.