Shopee constrói primeiro centro de distribuição para melhorar logística

Shopee constrói primeiro centro de distribuição para melhorar logística

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 26 de Novembro de 2021 às 16h20
Shopee/Divulgação

O próximo passo na estratégia da Shopee deve ser o uso do modelo de fulfillment. O conceito foi criado pela Amazon e já é usado por outros marketplaces. No Brasil, o Mercado Livre, por exemplo, oferece a opção: os vendedores da plataforma deixam seus produtos no galpão da empresa para tornar a logística mais ágil.

A suspeita vem da construção do primeiro centro de distribuição da Shopee no Brasil: ele fica em Barueri, cidade de Grande São Paulo a menos de meia hora da capital paulista. Lá está, também, o primeiro centro de distribuição da Amazon, criado em 2014.

O novo espaço deve ajudar a Shopee a melhorar a logística para competir com Mercado Livre, Amazon, Magalu e outros. Enquanto isso, plataformas como Mercado Livre e Amazon se tornaram locatárias importantes em condomínios logísticos.

Imagem: Divulgação/Shopee

Em maio, Felipe Feistler, gerente de negócios da Shopee Brasil, disse ao site Mobile Time que, aqui no Brasil, a empresa se concentrava na intermediação entre vendedores e compradores. Há alguns meses, entretanto, comenta-se que a plataforma pretende mudar de estratégia.

Além da construção do centro de distribuição, a Shoppe tem ampliado a estrutura administrativa no país: o escritório da empresa, na Avenida Faria Lima, em São Paulo, já ocupa três andares. Durante a pandemia, a operação do marketplace se desenvolveu e a plataforma passou a integrar vendedores locais.

Atualmente, a Shopee é o oitavo e-commerce mais acessado pelos brasileiros, à frente de Ponto Frio e Extra, e próxima do AliExpress. Os dados são da Similarweb e aparecem no Beyond Borders, estudo sobre varejo eletrônico na América Latina da empresa de pagamentos Ebanx.

Fonte: O Globo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.