E-commerce: 4 tecnologias para as lojas online no Dia dos Namorados

E-commerce: 4 tecnologias para as lojas online no Dia dos Namorados

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 06 de Junho de 2022 às 22h20
Reprodução/Oziel Gómez/Unsplash

Apesar do cenário econômico ruim deste ano, com inflação e juros altos, as lojas online têm boas expectativas para vender no Dia dos Namorados, no próximo domingo (12). Soluções que ajudam os indecisos, redução de fretes e atendimento em muitos canais permitem que o e-commerce aproveite o potencial da data.

O Dia das Mães seria um termômetro do otimismo pré-compras. De acordo com o Índice Cielo de Varejo Ampliado, as vendas de 2 a 8 de maio deste ano cresceram 18,1% em comparação a 2021. Outro relatório, da empresa Neotrust, concluiu que o varejo digital faturou R$ 6,5 bilhões no Dia dos Namorados do ano passado, com aumento de 15,3% no valor médio de compra, que chegou a R$ 464.

Conheça mais detalhes sobre quatro ferramentas que podem aumentar as vendas.

Resgatando o cliente que desistiu da compra

Cerca de 80% das pessoas têm o hábito de abandonar as compras online no carrinho, segundo pesquisa da Opinion Box. Para driblar o problema, uma dica é contar com uma equipe de vendas para entrar em contato com esses consumidores e entender o que aconteceu. A startup Appmax oferece esse serviço especializado e também possui um sistema antifraude híbrido, que reduz o número de recusas no momento do pagamento.

Solução para fretes diminui taxas e evita desistências

No Brasil, 62% dos consumidores abandonam um pedido por má experiência durante a compra online. Destes, 65% desistem por alto valor do frete e 44% quando há prazos de entrega muito longos, segundo dados da CX Trends 2022. A plataforma Magazord processa aproximadamente 400 mil pedidos por mês, e esse alto volume ajuda a negociar taxas de frete com valor médio de R$ 13,90. A ferramenta também permite que as lojas façam campanhas de frete grátis ou de acordo regras personalizáveis por clientela.

E-commerce: no Brasil, 62% dos consumidores abandonam um pedido por má experiência nas lojas online (Imagem: Envato/rawf8)

Ferramenta ajuda no atendimento omnicanal

Apesar do aumento das vendas no e-commerce, o varejo físico continua indo bem. Uma pesquisa realizada pela Forrester prevê que 72% das compras no varejo dos EUA ainda ocorrerão em lojas físicas em 2024. O Manhattan Active Omni é um conjunto de soluções de gerenciamento de pedidos, estoque, atendimento, engajamento do cliente e ponto de venda. Ele dá visão completa dos consumidores, do histórico e das transações, independentemente do canal, com recursos de gerenciamento de casos, monitoramento de redes sociais e comunicação.

Solução que reduz ruptura e aumenta vendas do varejo físico

A ruptura é quando o cliente não encontra o produto na prateleira e tende a procurá-lo em outra loja ou substituí-lo por outra marca. O Involves Doors, ferramenta desenvolvida pela retailtech Involves, usa inteligência artificial para detectar diariamente comportamentos fora do padrão em cada unidade de estoque, disparando alertas automáticos para que a equipe de reposição verifique os produtos e resolva o problema o mais rápido possível.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.