Brasileiros planejam comprar menos online neste trimestre na comparação com 2021

Brasileiros planejam comprar menos online neste trimestre na comparação com 2021

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 02 de Fevereiro de 2022 às 16h20
Envato/rawf8

A intenção de compra pela internet caiu 2,3 pontos percentuais na projeção para o 1º trimestre de 2022, quando comparada com o mesmo período de 2021. A conclusão é de um levantamento da plataforma de opiniões NielsenIQ Ebit, a partir de um levantamento realizado entre 13 e 17 de dezembro de 2021.

O estudo aponta que 90% dos 6.170 participantes de todas as regiões do Brasil relataram ter planos para adquirir algum item via e-commerce no primeiro trimestre deste ano. Em 2021, o índice era de 92,3%. As categorias com maior intenção de compra são Moda e Acessórios (33%) e Eletrônicos (30%). Já a categoria com o maior aumento nesse quesito foi a de Alimentos e Bebidas: em um ano, ela cresceu 3 pontos percentuais e passou de 25% para 28%.

Intenção de compra pela internet cai em relação a 2021 (Imagem: Reprodução/Elements/Rawpixel)

O movimento de queda já ocorria desde 2020. Entre 2019 e 2020, houve aumento de 2,8 pontos percentuais, mas entre 2020 e 2021, embora a intenção de compra tenha crescido, a elevação foi de apenas 0,9 ponto percentual.

Ainda segundo a pesquisa, 95,8% dos consumidores fizeram compras online nos últimos três meses — 15,5% dessas transações foram motivadas pela covid-19. A região Norte teve o maior percentual de consumidores que informam ter comprado online em razão da pandemia: foram 20% no total. A média brasileira é de 15%.

As principais categorias compradas foram Alimentos e Bebidas (37%), Moda e Acessórios (36%) e Cosméticos e Perfumaria (34%). Para o pós-pandemia, 95,8% dos consumidores pretendem manter as compras online.

Fonte: O Globo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.