Antes da compra online, 72% dos clientes pesquisam nas lojas físicas

Antes da compra online, 72% dos clientes pesquisam nas lojas físicas

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 15 de Março de 2022 às 21h20
Rupixen/Unsplash

Muito se fala que a pandemia de covid-19 acelerou a transformação digital do varejo no mundo. Apesar disso, 72% dos entrevistados de um estudo da Criteo disseram que ainda procuram produtos nas lojas físicas e compram online depois. A prática é conhecida como showrooming.

O relatório da Criteo — empresa de publicidade online sediada em Paris — analisou o cenário do comércio nos últimos três anos, comparou a evolução do comportamento e das preferências dos consumidores e identificou quatro tendências emergentes para 2022. Participaram mais de 17 mil entrevistados de todo o mundo. Além disso, a empresa usou dados de compras de seus 22 mil clientes anunciantes.

Lojas físicas ainda estão na experiência do cliente

Cerca de metade dos entrevistados (48%) disse, em 2021, que gostou de visitar as lojas para ver o que havia de novo ou quais eram as tendências, em comparação com 44% em 2019. Além disso, quase seis em cada dez consumidores esperam comprar nas lojas fisicas quando têm tempo, e quatro em cada dez não gostam de comprar a menos que possam ver e tocar os itens em uma loja.

Um caminho híbrido de compras

Não quer dizer que o online perdeu força, porém. As tendências "compre online, retire na loja" e do "pesquise online, compre offline" — ou seja, o caminho inverso do showrooming — cresceram desde 2019. Isso mostra a ascensão do caminho híbrido de compras, que inclui tanto os benefícios do comércio eletrônico, como a comparação rápida de preços e produtos, quanto as das experiências offline, como preços mais baixos na loja ou promoções especiais.

Compra online está em alta, mas muitos complementam a experiência com lojas físicas (Imagem: twenty20photos/Envato)

A busca por experiências omnichannel

À medida que o mundo reduziu restrições da vida pós covid-19, as compras em lojas físicas aumentaram também: subiram 20% no ano passado. Mas a experiência de compra na loja física segue importante: quatro em cada dez afirmam que “localização conveniente” e “necessidade imediata de um produto” estão entre os principais motivos pelos quais compram nesses lugares.

“Vimos o e-commerce atingir níveis de crescimento sem precedentes nos últimos anos, mas as lojas físicas ainda desempenham um papel vital na jornada do comprador. O omnichannel é uma parte essencial do mix de marketing moderno, pois a combinação de online e offline aprimora a experiência do comprador”, disse Tiago Cardoso, diretor geral da Criteo para a América Latina.

O futuro do comércio e da publicidade online

Os anunciantes se preparam para o futuro do comércio, testando soluções como publicidade contextual, publicidade em vídeo e retail media (marketing para consumidores no ponto de compra). À medida que os consumidores expandem a jornada de compras, o online e o offline continuarão a se misturar, trazendo mais oportunidades para os profissionais de marketing contribuírem com o omnichannel e a fidelização de clientes.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.