Amazon do Brasil abre seção de compras para produtos da sua versão internacional

Amazon do Brasil abre seção de compras para produtos da sua versão internacional

Por Felipe Demartini | Editado por Claudio Yuge | 11 de Maio de 2021 às 17h30

A Amazon do Brasil abriu nesta terça-feira (11) uma seção que vai permitir a compra de produtos internacionais pelos clientes — acesse aqui para conferir. O espaço traz artigos disponíveis de acordo com as preferências de compra do comércio eletrônico brasileiro, mas com preços em reais e opções de pagamento local, como boleto ou cartão de crédito com parcelamento em até 10 vezes, aproximando a experiência de vendas nacional com os itens disponíveis no exterior.

Com a nova loja, a Amazon promete uma entrega 40% mais rápida, em comparação com outros métodos de envio internacional, e frete grátis em produtos selecionados para assinantes do Prime, da mesma forma que acontece com artigos do e-commerce nacional. Centros de distribuição espalhados pelo Brasil servem para dar o apoio logístico para a operação que, na opinião da companhia, vem para tornar as fronteiras “imperceptíveis”.

A chamada Loja de Compras Internacionais tem, neste lançamento, alguns milhares de produtos de diferentes categorias, desde eletrônicos e games até artigos de casa, informática, gadgets, beleza, livros e música. O valor dos produtos já leva em conta detalhes como tributação, opções de frete e o tempo necessário para chegada da compra, além de considerar não apenas artigos vendidos pela própria Amazon, mas também de vendedores parceiros.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Os valores se aproximam da experiência com a Amazon americana, mas a loja de compras internacionais vence no prazo de entrega. Um fone de ouvido Razer Kraken X, por exemplo, é vendido na versão americana por US$ 111, incluindo impostos e frete, um valor equivalente a R$ 580 na conversão direta. Na versão brasileira, o acessório sai por R$ 670, mas a entrega é prometida para 13 de maio, enquanto, dos EUA, o headset chegaria entre os dias 25 e 28 deste mês. Em ambos os casos, porém, o valor é superior ao que é praticado oficialmente em nosso país.

Itens mais caros também aparecem podem servir como opção. Um Apple Watch Série 4, na versão de 44 mm, sai por R$ 2.693 na loja de compras internacionais, também um valor acima do mesmo modelo na contraparte americana, que custa R$ 470, aproximadamente R$ 2.460. Aqui, entretanto, a situação se inverte, com a versão nacional prometendo entrega entre 10 e 23 de junho, enquanto, vindo dos EUA, o produto chegaria até o dia 9 do mês que vem. Em ambas as alternativas, o preço é menor que os R$ 2.899 cobrado pelo mesmo produto na Amazon brasileira.

Levando tudo isso em conta, a Loja de Compras Internacionais serve como uma opção interessante para quem busca produtos de alto valor com opções de parcelamento e, principalmente, que não estejam disponíveis oficialmente no Brasil. Com parcerias com marcas como Corsair, Revlon, Times, Furminator e Razer, a Amazon afirma ter um catálogo com mais de 45 milhões de itens à disposição dos usuários brasileiros.

De acordo com Tiago Abel, líder de operações de varejo da empresa, a ideia é melhorar a experiência dos clientes brasileiros com compras internacionais, além de reduzir os prazos de entrega. Além disso, com a expansão da infraestrutura nacional, o objetivo é tornar as entregas ainda mais rápidas e colocar a empresa “mais perto dos clientes do que nunca”.

Fonte: Amazon

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.