Guia de Cursos de TI: Banco de Dados

Por Rafael Romer | 18.02.2013 às 09:05 - atualizado em 23.06.2015 às 15:46

Duração do curso: de 2 a 3 anos.

Mercado de trabalho: Pequenas, médias e grandes empresas que lidem com grande fluxo de informação e banco de dados.

Salário inicial: R$ 1.170,00 (Sindpd)

Expectativa salarial: até R$ 20 mil

Veja também: Guia de Cursos de TI: saiba qual é o mais indicado para você

O tecnólogo em Banco de Dados é um profissional de nível superior, formado em um curso superior da área de tecnologia. Voltado para as demandas crescentes de TI, o curso tem duração menor do que os mais tradicionais de graduação, possibilitando uma entrada rápida do profissional no mercado de trabalho.

O profissional de Banco de Dados é uma das peças mais importantes para empresas no mercado atual. Praticamente toda empresa hoje em dia lida com um grande fluxo de informações e dados. Listas de clientes, estoques, produção, matéria-prima, pagamentos e relatórios de produtividade, são alguns dos exemplos de dados que fazem uma empresa funcionar em dia e que podem ficar sob responsabilidade do profissional. "A gente tem muitas informações nos dias de hoje, o profissional de banco de dados tem que saber mexer com ferramentas que analisem essas informações e deem objetivos a elas", explica Leandro Freitas, coordenador de cursos superiores de tecnologia da FIAP.

No curso, o estudante será capacitado para trabalhar com grandes fluxos de informação, garantindo a organização de dados e sendo capacitado para criar, administrar, atualizar e fazer a manutenção de bancos de dados.

No mercado de trabalho, o profissional será responsável por evitar problemas como paradas e corrupção de dados nos bancos de empresas, assim como evitar corrupções de backups de dados e garantir a segurança e sigilo dos dados.

Um profissional pode ser contratado ainda para criar um banco de dados para uma empresa nova, ou até calcular a expansão necessária do ambiente de uma empresa para garantir um crescimento ordenado e sem problemas. Nessa vertente, o profissional pode seguir na área do chamado analista de Business Intelligence, que lida com a estratégia da empresa.

Assim como em outros cursos técnicos de TI, uma das recomendações do aluno de Banco de Dados é que já procure estagiar a partir do primeiro ano, para evitar ficar defasado quando chegar ao mercado com a formação apenas acadêmica. "A faculdade dá um conhecimento bem focado para o mercado, se ele começar a estagiar cedo, com certeza o conhecimento dele passa a ser bem mais amplo", afirma Leandro. Ao sair da faculdade, é importante que o profissional também fique atento e se informe sobre novidades da área para não ficar para trás.

Sendo um profissional de nível superior, os tecnólogos podem continuar seus estudos através de uma pós-graduação (Mestrado e Doutorado) ou fazendo cursos de especialização. "A certificação do profissional é essencial para o mercado, assim como um bom inglês também", afirma Leandro.