10 sistemas operacionais esquecidos pelo tempo

Por Redação | 30.08.2013 às 09:00

Todos os dias ouvimos notícias a respeito da batalha entre sistemas operacionais que envolve bilhões de dólares. Mas houve um tempo em que nem tudo se resumia a iOS e Android, ou Windows, Mac OS e Linux. É importante lembrar que os SO são tão antigos quanto a computação moderna.

Você já ouviu falar em um sistema operacional chamado Amiga, por exemplo? E sobre o Inferno (não este que você está pensando)? Talvez Arthur? Todos esses são nomes de sistemas operacionais reais, que em algum momento da história tentaram competir com a Apple e a Microsoft.

A BusinessInsider separou alguns SO que desapareceram com o tempo e sequer viveram para ver a Era dos smartphones e da Internet das Coisas. Confira a ficha técnica de cada um deles e veja se consegue lembrar de algum dos nomes citados.

AmigaOS

AmigaOS

Ano de criação: 1985

Empresa: Commodore

O que aconteceu? Conforme o site Ars Technica descreveu há alguns anos: "O computador Amiga era uma máquina à frente do seu tempo. Quando foi lançado, em 1985, o seu ecrã era colorido (4096 cores, ou 12 bits por pixel, em modo HAM), quatro canais com som estéreo, função multitarefa e chips customizados para acelerar o som e os gráficos faziam os Macintoshs parecerem antiquados e os PCs paleolíticos Relatos dizem que Steve Jobs estava extremamente preocupado com o Amiga, mas felizmente, para ele e para a Apple, a Commodore não tinha a mínima ideia do que estava fazendo"

BeOS

BeOS

Ano de criação: 1991

Empresa: Be Inc.

O que aconteceu? A Apple se ofereceu para comprar a Be Inc. por US$ 125 milhões em 1995, mas o CEO da companhia, Jean-Louis Gassée, queria US$ 200 milhões. Em vez disso, a Apple comprou a NeXT de Steve Jobs, e a Palm adquiriu os ativos da Be por US$ 11 milhões em 2001.

OS/2

OS/2

Ano de criação: 1985

Empresa: IBM

O que aconteceu? A Microsoft e a IBM se uniram para criar o OS/2 em 1985, mas quando o Windows 3 tornou-se um enorme sucesso, a parceria foi para o brejo em 1990. Embora já não tenha mais o suporte da IBM, o sistema operacional ainda funciona em muitos caixas eletrônicos atuais.

Arthur

Arthur

Ano de criação: 1987

Empresa: Acorn Computers

O que aconteceu? Desenvolvido em apenas cinco meses, o Arthur foi usado em computadores da Acorn até que o RISC OS 2; muito superior; foi disponibilizado em 1989. O sistema operacional ainda está em uso, mas não fazemos ideia de quem o usa.

Inferno

Inferno OS

Ano de criação: 1996

Empresa: Bell Labs/Vita Nuova

O que aconteceu? Trata-se de um sistema operacional open source, e por isso ainda existem versões dele rodando por aí. O Inferno roda diretamente em hardware nativo e também como uma aplicação.

Curiosidade: o nome do sistema operacional e dos programas associados, bem como o da companhia Vita Nuova que o produziu, são inspirados pelo trabalho literário de Dante Alighieri, particularmente a Divina Comédia.

XTS-400

XTS-400

Ano de criação: 1992

Empresa: BAE Systems

O que aconteceu? Um sistema operacional de computador com segurança multinível, multiusuário e multitarefa. Valorizado principalmente por sua segurança, esse sistema operacional e seus sucessores ainda não usados em tecnologia militar.

Palm OS (também conhecido como Garnet OS)

Palm OS

Ano de criação: 1996

Empresa: Palm Inc.

O que aconteceu? Em 2002, a Palm criou uma subsidiária integral para desenvolver e licenciar o Palm OS, que foi nomeada como PalmSource. A inovação praticamente acabou neste momento da história, e o que era para ser um forte pioneiro para assistentes digitais pessoais (PDAs ou palmtops) não conseguiu sobreviver quando a evolução para web e multimídia aconteceu.

WebOS da HP

WebOS

Ano de criação: 2009

Empresa: Palm, e depois HP

O que aconteceu? A Palm criou o WebOS como uma resposta ao iOS da Apple, para iPhone. O SO primeiro foi lançado para o smartphone "Palm Pre" e foi considerado como uma das melhores alternativas para o iPhone na época. A HP então comprou a Palm (e o WebOS) por US$ 1,2 bilhão em 2010. Em 2011, a HP tentou fazer um smartphone e um tablet rodando o WebOS, mas ambos não encontraram sucesso. A HP então decidiu tornar o sistema operacional open source.

Nokia Symbian

Symbian

Ano de criação: 1998

Empresa: Nokia (comprou a Symbian em 2008)

O que aconteceu? A Nokia decidiu eliminar progressivamente o Symbian, que já foi um dos sistemas operacionais móveis mais populares do planeta, em favor do sistema operacional da Microsoft, o Windows Phone. Hoje, todos os dispositivos flagship da Nokia executam o Windows Phone 8.

MS-DOS

MS-DOS

Ano de criação: 1981

Empresa: Microsoft

O que aconteceu? Se você teve um PC da IBM na década de 80 e início de 90, você provavelmente está bem familiarizado com o MS-DOS. A Microsoft comprou o sistema operacional chamado 86-DOS da Seattle Computer Products, e o transformou em um sistema operacional para o novo PC Intel 8086. Ele foi rebatizado como MS-DOS e, finalmente, passou por oito versões antes que seu desenvolvimento parasse em 2000.