10 sistemas operacionais esquecidos pelo tempo

Por Redação | 30 de Agosto de 2013 às 09h00

Todos os dias ouvimos notícias a respeito da batalha entre sistemas operacionais que envolve bilhões de dólares. Mas houve um tempo em que nem tudo se resumia a iOS e Android, ou Windows, Mac OS e Linux. É importante lembrar que os SO são tão antigos quanto a computação moderna.

Você já ouviu falar em um sistema operacional chamado Amiga, por exemplo? E sobre o Inferno (não este que você está pensando)? Talvez Arthur? Todos esses são nomes de sistemas operacionais reais, que em algum momento da história tentaram competir com a Apple e a Microsoft.

A BusinessInsider separou alguns SO que desapareceram com o tempo e sequer viveram para ver a Era dos smartphones e da Internet das Coisas. Confira a ficha técnica de cada um deles e veja se consegue lembrar de algum dos nomes citados.

AmigaOS

AmigaOS

Ano de criação: 1985

Empresa: Commodore

O que aconteceu? Conforme o site Ars Technica descreveu há alguns anos: "O computador Amiga era uma máquina à frente do seu tempo. Quando foi lançado, em 1985, o seu ecrã era colorido (4096 cores, ou 12 bits por pixel, em modo HAM), quatro canais com som estéreo, função multitarefa e chips customizados para acelerar o som e os gráficos faziam os Macintoshs parecerem antiquados e os PCs paleolíticos Relatos dizem que Steve Jobs estava extremamente preocupado com o Amiga, mas felizmente, para ele e para a Apple, a Commodore não tinha a mínima ideia do que estava fazendo"

BeOS

BeOS

Ano de criação: 1991

Empresa: Be Inc.

O que aconteceu? A Apple se ofereceu para comprar a Be Inc. por US$ 125 milhões em 1995, mas o CEO da companhia, Jean-Louis Gassée, queria US$ 200 milhões. Em vez disso, a Apple comprou a NeXT de Steve Jobs, e a Palm adquiriu os ativos da Be por US$ 11 milhões em 2001.

OS/2

OS/2

Ano de criação: 1985

Empresa: IBM

O que aconteceu? A Microsoft e a IBM se uniram para criar o OS/2 em 1985, mas quando o Windows 3 tornou-se um enorme sucesso, a parceria foi para o brejo em 1990. Embora já não tenha mais o suporte da IBM, o sistema operacional ainda funciona em muitos caixas eletrônicos atuais.

Arthur

Arthur

Ano de criação: 1987

Empresa: Acorn Computers

O que aconteceu? Desenvolvido em apenas cinco meses, o Arthur foi usado em computadores da Acorn até que o RISC OS 2; muito superior; foi disponibilizado em 1989. O sistema operacional ainda está em uso, mas não fazemos ideia de quem o usa.

Inferno

Inferno OS

Ano de criação: 1996

Empresa: Bell Labs/Vita Nuova

O que aconteceu? Trata-se de um sistema operacional open source, e por isso ainda existem versões dele rodando por aí. O Inferno roda diretamente em hardware nativo e também como uma aplicação.

Curiosidade: o nome do sistema operacional e dos programas associados, bem como o da companhia Vita Nuova que o produziu, são inspirados pelo trabalho literário de Dante Alighieri, particularmente a Divina Comédia.

XTS-400

XTS-400

Ano de criação: 1992

Empresa: BAE Systems

O que aconteceu? Um sistema operacional de computador com segurança multinível, multiusuário e multitarefa. Valorizado principalmente por sua segurança, esse sistema operacional e seus sucessores ainda não usados em tecnologia militar.

Palm OS (também conhecido como Garnet OS)

Palm OS

Ano de criação: 1996

Empresa: Palm Inc.

O que aconteceu? Em 2002, a Palm criou uma subsidiária integral para desenvolver e licenciar o Palm OS, que foi nomeada como PalmSource. A inovação praticamente acabou neste momento da história, e o que era para ser um forte pioneiro para assistentes digitais pessoais (PDAs ou palmtops) não conseguiu sobreviver quando a evolução para web e multimídia aconteceu.

WebOS da HP

WebOS

Ano de criação: 2009

Empresa: Palm, e depois HP

O que aconteceu? A Palm criou o WebOS como uma resposta ao iOS da Apple, para iPhone. O SO primeiro foi lançado para o smartphone "Palm Pre" e foi considerado como uma das melhores alternativas para o iPhone na época. A HP então comprou a Palm (e o WebOS) por US$ 1,2 bilhão em 2010. Em 2011, a HP tentou fazer um smartphone e um tablet rodando o WebOS, mas ambos não encontraram sucesso. A HP então decidiu tornar o sistema operacional open source.

Nokia Symbian

Symbian

Ano de criação: 1998

Empresa: Nokia (comprou a Symbian em 2008)

O que aconteceu? A Nokia decidiu eliminar progressivamente o Symbian, que já foi um dos sistemas operacionais móveis mais populares do planeta, em favor do sistema operacional da Microsoft, o Windows Phone. Hoje, todos os dispositivos flagship da Nokia executam o Windows Phone 8.

MS-DOS

MS-DOS

Ano de criação: 1981

Empresa: Microsoft

O que aconteceu? Se você teve um PC da IBM na década de 80 e início de 90, você provavelmente está bem familiarizado com o MS-DOS. A Microsoft comprou o sistema operacional chamado 86-DOS da Seattle Computer Products, e o transformou em um sistema operacional para o novo PC Intel 8086. Ele foi rebatizado como MS-DOS e, finalmente, passou por oito versões antes que seu desenvolvimento parasse em 2000.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.