Mercado Livre investe em Mercado Bitcoin e Paxos, de gestão de criptoativos

Mercado Livre investe em Mercado Bitcoin e Paxos, de gestão de criptoativos

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 21 de Janeiro de 2022 às 19h20
Mercado Livre/Reprodução

O Grupo 2TM, controlador do serviço de compra e venda de criptomoedas Mercado Bitcoin, e a Paxos, plataforma de infraestrutura blockchain usada pelo Mercado Pago no Brasil, acabam de receber investimentos do Mercado Livre. O objetivo da companhia é desenvolver e usar ativos digitais e tecnologia blockchain na América Latina. Os valores dos investimentos não foram divulgados.

O Mercado Livre informa que acompanha a evolução dos ativos digitais e da tecnologia blockchain em todo o mundo. André Chaves, vice-presidente sênior de estratégia e desenvolvimento corporativo do Mercado Livre para a América Latina, destaca que a empresa avalia inovações e oportunidades desse segmento para participar dele.

Ele lembra que as criptomoedas e o blockchain são um fenômeno global que cria um ambiente aberto e nivelado. “A partir deles, todos os consumidores podem alcançar o empoderamento econômico”, diz. A ação foi concluída por meio do Meli Fund, o fundo de investimento corporativo da companhia. Ele é usado pelo Mercado Livre para apostar em empresas inovadoras da América Latina.

Mercado Livre acompanha evolução de criptomoedas no mundo (Imagem: Reprodução/Unsplash/Art Rachen)

Daniel Cunha, vice-presidente executivo de desenvolvimento corporativo do Grupo 2TM, diz que o Mercado Livre pode ter um impacto significativo no desenvolvimento futuro de criptomoedas e blockchain na região. “Estamos entusiasmados para explorar essas possibilidades”, diz.

Democratização de criptomoedas

Para Chaves, a iniciativa ajuda a empresa a democratizar o comércio e os serviços financeiros. “Queremos que todos possam ter acesso ao mercado de criptomoedas de forma simples e transparente”, conta. Segundo ele, isso pode melhorar a experiência dos usuários, contribuir para a educação financeira e facilitar o acesso a novas oportunidades.

Walter Hessert, chefe de estratégia da Paxos, lembra que o Mercado Livre foi a primeira grande plataforma a dar acesso a criptomoedas e stablecoin aos usuários no Brasil. “Esse investimento na Paxos é um sinal da dedicação da companhia para liderar a adoção de ativos digitais, em larga escala, na América Latina.”

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.