Ethereum ultrapassa marca história dos US$ 3 mil

Por Felipe Demartini | 03 de Maio de 2021 às 17h00

A semana já começa com boas notícias para os investidores em ethereum, a segunda maior criptomoeda em utilização no mundo. Neste domingo (02), a modalidade atingiu uma marca história de US$ 3 mil por unidade e, no momento em que esta reportagem é escrita, na segunda-feira (03), é negociada a US$ 3.158, um valor equivalente a R$ 17 mil.

O recorde representa um aumento de mais de 1.500% em relação ao valor registrado há um ano, que era de apenas US$ 207. Na ocasião, a criptomoeda já despontava como uma alternativa interessante às Bitcoins e, também, como uma perspectiva de futuro, com analistas de mercado, agora, repetindo as apostas de que o movimento para cima deve continuar, com os investidores que entrarem agora tendo uma possibilidade de ganhos consideráveis no médio e longo prazo.

Mais do que apenas um recorde histórico, a ethereum vem de uma alta bastante considerável desde a última sexta-feira (30), depois que o Banco Europeu de Investimento anunciou a adoção da blockchain da modalidade para emissão de mais de US$ 120 milhões em títulos. A organização é parte oficial da União Europeia e representa mais uma organização governamental adotando mecanismos tecnológicos das criptomoedas em suas atividades, em um movimento que solidifica o mercado ainda mais.

O valor total de mercado atual da moeda já ultrapassa a marca dos US$ 367 bilhões, também em movimento de subida acelerado. Um interesse maior já vinha sendo sinalizado pelo mercado na iminência do lançamento da ethereum 2.0, reestruturação do protocolo que deve facilitar o desenvolvimento dessa blockchain e alterar suas estruturas, aumentando a capacidade de processamento de transações. O ativo se encontra, atualmente, em fase preliminar, com transição ainda sem data para ser concluída.

Outros fatores também ajudam a solidificar a ethereum e a tornar uma alternativa interessante e mais confiável de investimentos, até mesmo, do que as bitcoins. Um desses aspectos é o uso da rede para a venda de NFTs, tokens relacionados a obras de arte que somente são vendidos com o uso da criptomoeda. Além do apoio oficial de agências da União Europeia, há de se levar em conta também o fato de que os ethers também são amplamente utilizados como meios de pagamento, justamente, devido à sua volatilidade mais baixa.

O movimento, como dito, é de uma alta que deve continuar a acontecer, com as negociações da ethereum desta segunda-feira já registrando uma valorização de 8,6% ao longo das últimas 24 horas.

Fonte: CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.