Banqueiro alerta sobre supertempestade no mercado cripto e Bitcoin despenca

Banqueiro alerta sobre supertempestade no mercado cripto e Bitcoin despenca

Por Diego Marques | Editado por Claudio Yuge | 02 de Junho de 2022 às 23h20
Wikimedia

O preço das criptomoedas reagiu mal à fala do CEO do banco JPMorgan Chase, Jamie Dimon. Foi durante a Conferência de Decisões Estratégicas de Bernstein, nesta quarta-feira (1), onde o banqueiro declarou que a crise econômica global no setor está vindo — resta saber a intensidade. O mercado respondeu mal e entrou em um momento de baixa. O Bitcoin caiu 8%, após o episódio.

O valor do Bitcoin no dia 29 de maio iniciou movimento de alta e dois dias depois acumulou alta de 10%. O discurso do banqueiro acendeu um alerta e o mercado reagiu mal. Exatamente após as declarações do CEO do JPMorgan, as criptomoedas entraram em queda. No fechamento desta matéria, o Bitcoin estava cotado a R$ 147.404,62.

A fala de Jamie Dimon foi em referência às consequências econômicas devido à guerra na Ucrânia. Em outra conferência, ele havia chamado a invasão russa de “nuvens de tempestade”; e agora se referiu ao evento como “um furacão, uma supertempestade Sandy”. "Parte desse furacão é o aumento do preço do petróleo. Estou vendo o trem saindo dos trilhos e estou muito triste com isso."

A "supertempestade" econômica é ruim não apenas para o mercado de criptomoedas, mas também para o setor financeiro tradicional. Consequências serão sentidas em todo o mundo. (Imagem: Reprodução/Envato-imagesourcecurated)

Consequências da guerra entre Rússia e Ucrânia não se limitam apenas aos seus territórios. Em um artigo publicado pela Exame, Mohamed Aly El-Erian um economista e empresário egípcio-americano, aponta o impacto do conflito entre os dois países em todo o mundo.

Ele destaca que o Ocidente já está passando por, estagnação econômica, inflação, aumento dos preços de petróleo e alimentos. A extensão dos danos causados ​​por esses eventos serão sentidos em todos os países, uns com mais intensidade e outros nem tanto.

Incertezas na economia afetam especialmente ativos como as criptomoedas, que já são conhecidas por serem extremamente voláteis. Uma forte desvalorização pode atingir o Bitcoin em cheio e afeta todo o mercado de moedas digitais.

A forte volatilidade das criptos podem ocasionar grandes perdas em um único dia, como no caso da Luna, que desvalorizou 99% em apenas um dia, no início do mês de maio. Por isso, diante de anúncios de uma "supertempestade" que pode atingir o mercado, a melhor coisa a fazer é agir com extrema cautela na hora de investir nosso dinheiro.

Fonte: Fool

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.