Publicidade

As 9 tentativas do PlayStation de ter um mascote

Por| Editado por Durval Ramos | 03 de Junho de 2024 às 19h02

Link copiado!

Reprodução/Sony Santa Monica, Sony, Activision Blizzard
Reprodução/Sony Santa Monica, Sony, Activision Blizzard

Empresas de videogame tentam desde os tempos mais primórdios emplacar mascotes para garantir a alegria dos fãs sempre que eles são usados. Isso ajuda a explicar a popularidade de jogos em torno de personagens como Mario, Link, Donkey Kong e Sonic até hoje, sempre dando cara para suas empresas. No meio desse bolo, temos a Sony.

A empresa japonesa entrou no mercado de games em dezembro de 1994 com o lançamento do PlayStation e, desde então, tenta emplacar um mascote que realmente dure na sua posição, mas em quase trinta anos de existência, sempre bate na trave.

Continua após a publicidade

Com alguns personagens mais conhecidos que os outros, saiba quais foram as tentativas da Sony de ter um mascote de verdade para chamar de seu.

9. Astro Bot

Astro Bot é a mais recente aposta da Sony para chamar de mascote do PlayStation, já estrelando dois games e com um terceiro anunciado para o PlayStation 5. O robôzinho simpático apareceu primeiro em Astro Bot Rescue Mission, um jogo de PSVR que serve quase como uma demo para você entender o potencial do aparelho.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

O mesmo aconteceu em Astro’s Playroom, um jogo gratuito bastante divertido de PS5 que serve para mostrar ao jogador as funções do DualSense, o joystick do console. Dentre as apostas mais recentes, Astro Bot é um dos favoritos ao posto de mascote do PlayStation, pelo menos até a Sony cansar dele e tentar colocar outro personagem no lugar.

8. Ratchet and Clank

Ratchet and Clank é uma série de jogos produzidos pela Insomniac Games que surgiu em 2002, fazendo parte de todas as gerações do PlayStation 2 para frente, até mesmo do PSP e PS Vita. 

Continua após a publicidade

Apesar de bastante popular até os dias de hoje, com direito a uma animação para o cinema lançada em 2016, Ratchet and Clank são mascotes simpáticos, mas com um visual que os prendem muito à uma época específica, no começo dos anos 2000, que acaba afastando eles da posição fixa de mascotes do PlayStation. Tanto que, embora tenham protagonizado um dos games de lançamento do PS5, você quase não os vê em nenhum marketing da Sony.

7. Crash Bandicoot

Crash Bandicoot é um caso complicado para a Sony, já que por um bom tempo, era considerado como o mascote do PlayStation 1. Os primeiros jogos da franquia foram criados pela Naughty Dog, a mesma de The Last of Us e Uncharted, dentro de um acordo de exclusividade da Sony com a Universal Interactive Games.

Continua após a publicidade

Em 2001, essa exclusividade acabou, com Crash Bandicoot seguindo para outros consoles, como Gamecube, Xbox 360 e assim em diante. Só pelo fato de Crash Bandicoot ser um personagem de outra empresa, e não da Sony, ele acabou perdendo o posto de mascote do PlayStation, apesar de ser um forte candidato para a vaga. Ele foi o que mais alcançou o público e foi um baque e tanto vê-lo ir para outras plataformas.

6. Spyro the Dragon

Spyro the Dragon pode ser considerado como o irmão mais novo de Crash Bandicoot, desenvolvido pelo time da Insomniac Games e por um dos criadores de Crash, Chales Zembillas.

Continua após a publicidade

Spyro tentava alcançar uma faixa demográfica mais jovem, o que poderia colocá-lo em rota direta do público do Nintendo 64, com seu Super Mario 64. Só que Spyro tinha o mesmo problema de Crash: eles pertenciam à Universal, que eventualmente foi vendida para a Vivendi, que depois se transformou em ActivisionBlizzard. Sim, hoje em dia, dois antigos mascotes do PlayStation são de propriedade da Microsoft. O mundo dá voltas.

5. Nathan Drake

Pode não parecer, mas até mesmo Nathan Drake foi uma espécie de mascote do PlayStation por alguns anos. Apesar de Uncharted: Drake’s Fortune, ter sido um lançamento de sucesso moderado, sua sequência, Uncharted 2: Among Thieves, foi um dos grandes títulos da era PlayStation 3.

Continua após a publicidade

Isso catapultou o personagem como uma das figuras usadas pela Sony como mascote de toda uma geração de consoles. O fato de a Naughty Dog ter encerrado a sua carreira de caçador de tesouros em Uncharted 4 prejudicou um pouco o seu posto como mascote do PlayStation. Sem contar que ele não é nada fofinho, o que torna um pouco complicado de colocá-lo em diferentes peças de marketing.

4. Sackboy

Sackboy é um personagem completamente injustiçado, o possível dono da coroa de mascote do PlayStation que acabou sendo jogado para escanteio sem dó nem piedade. O simpático personagem surgiu em 2008, em Little Big Planet. O título cativou milhões de jogadores, que ao longo da série podiam até mesmo criar mundos e fases para outras pessoas jogarem.

Continua após a publicidade

Aos poucos, a Sony parecia não estar mais tão interessada em utilizar um personagem para toda a família, como o Sackboy, como seu mascote, com ele aparecendo cada vez menos. Seu último título em um console da Sony foi Sackboy: A Big Adventure, lançado em 2020 — mesma época em que a Sony parece ter se empolgado em fazer Astro Bot se tornar algo para os fãs da marca.

3. Toro

Continua após a publicidade

Você provavelmente não faz a menor ideia de quem seja Toro, um possível mascote do PlayStation. Porém, o personagem já tem quase vinte e cinco anos de existência, sendo centro de uma franquia com mais de 10 jogos em consoles da Sony.

O maior problema dele é o fato de o gatinho aparecer em jogos que são basicamente exclusivos do Japão. É impossível se tornar um mascote de um console desse jeito. É como se a Nintendo lançasse jogos do Mario apenas no Japão. Impossível! Ainda assim, o gatinho deu as caras no Ocidente em alguns títulos, como no game PlayStation All-Stars Battle Royale, que tentou colocou todos esses protótipos de mascotes para sair na porrada.

2. Polygon Man

Continua após a publicidade

Aqui até parece que a Sony estava de brincadeira, mas os anos 90 foram tempos estranhos e difíceis, em que qualquer gráfico poligonal era digno de aplausos e admiração. Só isso explica a tentativa de ter Polygon Man como mascote do PlayStation 1.

O Polygon Man foi criado para ser o porta voz mais radical da marca, sendo bastante usado em revistas e na E3 de 1995. O chefe global do PlayStation na época, Ken Kutaragi, não gostou muito do personagem, que logo foi deixado de lado pela empresa em seguida. E não é muito difícil imaginar por quê.

Pelo menos ele ressurgiu anos depois como o chefe final de PlayStation All-Star Battle Royale, o jogo de luta que reunia vários personagens do PlayStation.

1. Kratos

Continua após a publicidade

Kratos, Cleitinho, o Bom de Guerra, não importa como você o chama, é um dos personagens mais marcantes da história dos games. Desde a sua primeira aparição, em 2005, Kratos é a estrela de umas das mais fortes franquias ligadas ao PlayStation. 

Mesmo com alguns dos títulos recentes recebendo versões para PC, é inegável que God of War e PlayStation estão fortemente conectados, fazendo de Kratos um mascote bruto, violento, mas que mostra bem o tipo de jogo que você pode encontrar em um console da Sony.

Mais do que qualquer nome dessa lista, o Fantasma Espartano é o nome mais ligado à marca PlayStation, o que o torna um dos grandes mascote da empresa — ainda que seu histórico violento não condiga com esse status tradicionalmente mais fofinho.