PS4 já vendeu mais que o dobro do Xbox One, segundo dados da EA e Sony

Por Wagner Wakka | 09 de Maio de 2018 às 17h10
Tudo sobre

Sony

Por conta de uma informação divulgada pelo CFO da Electronic Arts, Blake Jorgensen, e uma pequena conta simples, analistas conseguiram calcular que o número de consoles Xbox One e PlayStation 4 vendidos.

Em reunião, Jorgensen disse: “Voltando às nossas expectativas para o ano fiscal de 2019, esperamos que as vendas de consoles atuais da Microsoft e da Sony continuem fortes, com a base instalada crescendo para 130 milhões até o final do calendário de 2018, de 103 milhões no final do calendário 2017”.

Neste ano, a Sony divulgou relatório em que mostra que, em 2017, bateu a marca de 73,6 milhões de PlayStation 4 em todo mundo. Com uma matemática simples, portanto, é possível inferir que a Microsoft vendeu ao todo 29,4 milhões de Xbox One até agora.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O mercado de games é um dos poucos dentro da indústria de entretenimento que não abre seus números reais, a não ser que tenham sido totalmente positivos, ao contrário do que acontece com cinema e música, por exemplo. Com isso, a Microsoft já havia parado de divulgar números sobre as vendas do console há pelo menos quatro anos.

Isso quer dizer que o PlayStation 4 já teve mais que o dobro de unidades vendidas que o Xbox One. Anda, levando-se em consideração a Nintendo, o Switch já teve 10 milhões de unidades vendidas em nove meses, o que representa um terço da base instalada do Xbox One. A projeção é de que o Switch bata a marca de 30 milhões de unidades ainda neste ano.

Tanto PlayStation 4 quanto Xbox One foram lançados quase que simultaneamente em 2013. o aparelho da Microsoft teve diversos problemas no lançamento ao fazer uma campanha de marketing com foco no console como um hub de entretenimento e não como um aparelho de videogame. Ainda, algumas características como a obrigatoriedade do Kinect (que deixava o console 100 dólares mais caro que o PS4), a necessidade de estar sempre conectado para jogar e a impossibilidade de emprestar jogos foram fatores que colaboraram para que o aparelho fosse preterido em face da concorrência.

Somente no últimos anos que o console da Microsoft passou a ganhar força em vendas, após oferecer serviços como o Game Pass, que permite acesso a uma biblioteca de jogos inéditos e já lançados por uma assinatura fixa, e o programa de retrocompatibilidade com jogos de modelos mais antigos do Xbox.

Fonte: Variety

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.