Nintendo põe advogados na cola de quem desbloqueia o Switch

Por Wagner Wakka | 17 de Junho de 2020 às 20h50
Dbrand
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Nintendo Switch

Ficha técnica

A Nintendo está movendo ações contra empresas que vendem e instalam chipmods da Team-Xecuter no Nintendo Switch. A peça modifica as restrições do aparelho, abrindo espaço para pirataria. Ou seja, com isso, um usuário poderia “desbloquear” o seu videogame.

Os mods são conhecidos como SX Core e SX Lite (para o Switch convencional e Lite). Os videogames da Nintendo contam com uma trava de configurações que não permite, por exemplo, uma pessoa transferir dados livremente entre cartões SD e o console. Com o SX Core, isso seria possível, abrindo leque para instalação de programas e jogos piratas, além de emuladores.

A Nintendo chegou a tentar proibir que a Team-Executor não produzisse a peça. Contudo, ela não conseguiu rastrear de onde nasceu o produto. Assim, está agora movendo ações contra quem comercializa.

Uma das empresas é a Logistics Consulting LLC, a instalação por apenas US$ 60 (pouco mais de R$ 300 na conversão direta). Vale perceber que, para não incorrer em dano contra a Nintendo, a companhia não dizia que vendia a peça, mas somente instalava. Agora, nem mesmo isso pode ser feito.

Loja enfatiza que apenas instala o aparelho e não vende a peça (Foto: Reprodução/TorrentFreak)

Segundo Nintendo, estas peças resultam na quebra do DMCA, lei norte-americana relacionada a copyright digital. Segundo o processo, pelo serviço, a companhia estaria oferecendo uma quebra das restrições para os clientes. A empresa ainda aponta que os SX Core e SX Lite são ilegais. Ela descata um dos artigos da lei que diz “que nenhuma pessoa deve transpor medidas que efetivamente controlam o acesso a trabalhos protegidos”.

A lei especificamente cita que até mesmo a oferta de serviços, como os da Logistics Consulting LLC ferem o DMCA.

Em defesa, o dono da Logistics Consulting LLC, Ben Van Rheen, diz que a peça não tem função de pirataria. O propósito é somente permitir que jogadores possam gravar seus dados, como jogos salvos, em um cartão externo sem depender do serviço pago de nuvem da Nintendo. A opção de enviar seu save para nuvem só é possível para assinantes do serviço de assinaturas online da companhia.

A prática que a Nintendo está fazendo com estas empresas é conhecida como cease and desist, na qual ela cobra um preço alto no processo para forçar o outro lado a desistir da prática. Com isso, pediu à Logistics Consulting LLC US$ 2,5 mil por danos e pode ainda pegar outros US$ 150 mil por copyright quebrado com a venda do SX Core e SX Lite.

Rheen tem até a próxima segunda-feira (22) para oferecer uma resposta. Caso retire referências à instalação dos mods de seu site, não sofrerá consequências com isso.

Fonte: TorrentFreak

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Ofertas Nintendo Switch

  • Amazon
    New Nintendo Switch Azul e Vermelho Neon
    R$ 4.189,99
  • Amazon
    New Nintendo Switch Cinza
    R$ 4.579,90
  • Americanas
    Console Nintendo Nintendo Switch Neon 32GB Azul,Vermelho Bivolt
    R$ 4.799,99