Com o PlayStation 5 chegando, vendas do PlayStation 4 começam a cair

Por Rafael Arbulu | 04 de Fevereiro de 2020 às 12h30
IGN
Tudo sobre

Saiba tudo sobre PlayStation 4

Ficha técnica

O esperado novamente se confirmou: segundo a Sony, as vendas de novos PlayStation 4 apresentaram desaceleração no último período de fim de ano (2019-2020), cortesia da iminente chegada do PlayStation 5 ao mercado. Conforme apontado pelo relatório fiscal trimestral da empresa, o final de 2019 viu apenas 6,1 milhões de unidades vendidas para a atual geração de consoles — uma queda de 25% em relação ao mesmo período no ano anterior, marcando o desempenho mais fraco do console desde seu lançamento em 2013.

Ainda citando o relatório, o faturamento da divisão PlayStation — uma das mais lucrativas da Sony, vale citar — também registrou queda de 20%, finalizando 2019 com valor de mercado na casa de 158,5 bilhões de ienes (US$ 1,46 bilhões ou R$ 6,18 bilhões na cotação atual). A razão para isso, segundo a gigante japonesa, é a queda nas vendas de hardware apontada no primeiro parágrafo, bem como menos vendas de jogos third party, ou seja, desenvolvidos por estúdios multiplataforma. Com isso, a expectativa da empresa é finalizar o ano fiscal com US$ 459 milhões (R$ 1,94 bilhão) a menos do que as estimativas iniciais — uma redução de 3%.

O PlayStation 4 teve seu auge comercial em 2016, quando comercializou 20 milhões de unidades na virada daquele ano para 2017. Foi o último recorde positivo do console em vendas, já que em 2017 a Sony vendeu “apenas” 19 milhões de consoles e, desde então, vem registrando desempenho decrescente. Foi mais ou menos nessa época, também, que os primeiros boatos mais consistentes sobre o PlayStation 5 começaram a aparecer.

PlayStation 4: console atual da Sony teve queda de vendas, mas a empresa esperava por um resultado inferior pois espera lançar seu sucessor ainda em 2020

Apesar de 2019-2020 representar uma queda considerável frente aos períodos anteriores, isso não incomoda a Sony: dada a natureza cíclica do mercado, a empresa já esperava que o interesse do consumidor mudasse, haja vista que ela já vem divulgando recursos do PlayStation 5 no mercado e, embora ainda não tenha mostrado o aparelho de forma oficial (isso deve acontecer ainda no primeiro trimestre, segundo rumores), ele já vem prometendo algumas coisas interessantes, como jogos anunciados e possíveis remasterizações de peso de jogos já existentes. E dizem por aí que a pré-venda do novo console deve começar em março.

Ademais, a Sony vem tendo bastante sucesso na parte de software: há uma expectativa de aumento de lucro de 7% na divisão advinda apenas da adesão de novos usuários da PlayStation Plus, a plataforma online da Sony que confere diversos benefícios a proprietários dos consoles da empresa. E é certo que essa parte de software será traduzida — se não aprimorada — com a chegada do PlayStation 5.

A Sony prometeu o lançamento do novo console para “até dezembro de 2020”. Seguimos esperando, então.

Fonte: Sony

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.