Transferências no Pix são usadas como mensageiro — e não dá para bloquear

Transferências no Pix são usadas como mensageiro — e não dá para bloquear

Por Fidel Forato | 06 de Janeiro de 2021 às 18h00
André Magalhães/Canaltech

Brigas, desentendimentos e traições podem levar ao fim qualquer namoro. Em muitos casos, quando a história termina mal, os ex-namorados não querem nem mais se ver e, muito provavelmente, alguém acaba bloqueado de todas as redes sociais do outro. Nessa hora, como é possível tentar um último diálogo ou um pedido de desculpa? Sem nenhum contato através das redes sociais, como WhatsApp e Facebook, uma ex-namorada tentou se desculpar através de sucessivas transferências via Pix, de acordo com um tuíte que viralizou nesta semana.

Pode parecer estranho alguém realizar inúmeras transações financeiras para falar com ex, mas ela não queria exatamente dar dinheiro a ele: seu objetivo era apenas conseguir algum contato, mandando transferências de 1 centavo com mensagens anexas.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Na publicação, o usuário ainda perguntava se era possível bloquear alguém no Pix. Sem saber da resposta oficial e cansado das mensagens, o ex-namorado ainda teria apagado o cadastro do celular como chave Pix em uma tentativa para impedir o recebimento novas mensagens. No entanto, buscava uma solução melhor para a questão.

Dá para bloquear alguém no Pix?

Usuária fez inúmeras transferências via Pix para "conversar" com ex-namorado (Imagem: Reprodução/ Nik Shuliahin/ Unsplash)

De acordo com o Banco Central (BC), o sistema de pagamentos instantâneos não possui uma opção para o bloqueio de pagadores específicos por parte dos usuários. “O que o usuário pode fazer é configurar o aplicativo da instituição na qual mantém a conta para não receber a notificação do pagamento. Mas o pagamento em si não é bloqueável de regra”, comentou o BC através de sua assessoria de imprensa para a Folha de S. Paulo.

Além disso, o BC afirmou que não prevê adicionar a possibilidade de bloqueio por parte do usuário no novo sistema. Atualmente, o Banco Central só prevê essa possibilidade de bloqueio em casos de suspeita de fraude. Mesmo nesses casos, apenas as instituições financeiras e de pagamentos participantes do novo sistema podem recorrer a essa opção. Fora o Pix, o BC também não permite que os usuários bloqueiem de pagadores específicos no caso de transferências feitas através de TED ou DOC.

Fonte: Folha de S. Paulo  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.