Massagista acusa Stan Lee de assédio e de ter se masturbado na sua frente

Por Redação | 12 de Janeiro de 2018 às 16h13
photo_camera CBR

Stan Lee, o homem que criou o Homem-Aranha e X-Men, está frequentando o noticiário não por causa dos seus heróis. Dias depois de ser acusado de abusar de enfermeiras enquanto estava sob seus cuidados em uma clínica de idosos, o artista agora recebe nova acusação.

Desta vez, uma massagista disse que Lee a agarrou e tentou fazer sexo com ela em um quarto de hotel. Diante da recusa, ele começou a se masturbar na frente dela.

O fato aconteceu em Chicago, durante a Comic & Entertainment Expo, realizada em abril de 2017. A massagista foi chamada à sua suíte, onde teria ocorrido o assédio.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Os advogados de Lee já estão em contato com a massagista para tentar chegar a um acordo. Tom Lallas, um dos defensores do artista, disse ao Daily Mail que Lee "nega categoricamente" as acusações e de que esse seria um novo golpe por dinheiro. Entretanto, ninguém negou o encontro com a mulher.

Lee estava em Chicago com seu empresário, Max Anderson, que tem na sua conta condenações por ter espancado e ofendido sua mulher e seu filho. 

Relato de bastidores

Uma fonte que está por dentro dos fatos revelou que Anderson providenciou a massagem e estava no quarto quando a profissional chegou. Os relatos indicam que os dois estavam alterados.

Depois de ter pedido por sexo e ouvir a recusa, Lee começou a se masturbar enquanto recebia a massagem. A mulher teria reclamado com o estafe do artista e pedido dinheiro.

A fonte ouvida pelo site inglês descreve Lee como um idoso forte e com consciência dos fatos. Tanto que o caso no hotel de Chicago aconteceu antes da morte de sua mulher, Joan, em julho de 2017, fato que teria abalado o artista. "Sua idade não é desculpa", disse a fonte.

"Caráter impecável"

O advogado de Lee soltou uma nota que afirma que o artista "vai se defender e proteger seu nome e seu caráter impecável". Tom Lallas disse ainda que Lee não ofereceu dinheiro para encerrar o caso e que as negociação não envolvem pagamentos.

Muita gente diz que Lee, aos 95 anos, já não bate muito bem das ideias e que não tem mais percepção da realidade. Se isso é verdade ou não, o fato é que esta é uma segunda denúncia, com relatos mais aprofundados. Resta esperar o desenrolar dos fatos.

Fonte: Daily Mail

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.