Robôs de Star Wars roubam a cena durante entrega do Oscar

Por Redação | 29.02.2016 às 09:03

Nem só de ternos, vestidos e Leonardo DiCaprio se resumiu a entrega do Oscar na noite do domingo (28). Além de todos os astros e estrelas de cinema que se reuniram para o maior evento da indústria cinematográfica no Dolby Theatre, em Los Angeles, o evento contou ainda com uma participação mais do que especial. Uma não, três. Em determinado momento da cerimônia, ninguém menos do que C-3PO, R2-D2 e o estreante BB-8 subiram ao palco para entreter a todos os presentes com seus comentários bem-humorados e com a dinâmica que a gente tanto conhece.

A participação do trio foi bem rápida, mas bastante marcante. E não apenas por colocar os icônicos robôs ao vivo na frente de milhões de pessoas. Na verdade, a ida deles à entrega do Oscar foi comemorativa, já que eles apareceram exatamente para celebrar a 50ª indicação de John Williams ao prêmio exatamente por Star Wars: Episódio VII - O Despertar da Força. O compositor já é um velho conhecido dos cinéfilos, tendo recebido 5 Oscars ao longo de sua carreira, incluindo no primeiro Star Wars.

E a ida dos robôs de George Lucas foi um dos pontos altos da noite. Tanto que a própria plateia se encantou quando eles apareceram. O maior exemplo disso foi quando ator-mirim Jacob Tremblay, de O Quarto de Jack, pulou da cadeira e ficou na ponta dos pés para poder enxergar os personagens interagindo no palco. E seu esforço valeu a pena, principalmente com as piadas de C-3PO se referindo ao quanto ele se parece com a estatueta do Oscar. Já R2-D2 e BB-8 fizeram pouco — mas o suficiente para deixar todo mundo animado. Essa não é a primeira vez que os robôs da franquia aparecem na premiação, tendo participado já em 1978.

Ainda assim, mesmo com essas presenças ilustres para comemorar a 50ª indicação de John Williams, o compositor não levou seu sexto Oscar para casa, já que Star Wars: Episódio VII - O Despertar da Força perdeu o prêmio de Melhor Trilha Sonora para Os Oito Odiados, de Ennio Morricone. Além disso, apesar das suas cinco indicações em outras categorias, o novo filme da série voltou para a sua galáxia muito, muito distante de mãos vazias — ainda que seus atores tenham brilhado na entrega de outros prêmios.

E a tecnologia não se limitou apenas à presença dos robôs no palco. Como já é de costume, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas colocou personagens animados para entregar os prêmios de Melhor Curta Animado e Melhor Animação, apresentados pelos Minions e a dupla Woody e Buzz. Em outro momento da noite, o ator Andy Serkins, famoso por fazer a captação de movimentos de praticamente todos os grandes filmes, apareceu para revelar o vencedor de Melhores Efeitos Especiais, estatueta entregue ao longa Ex Machina.

Serkins aproveitou a oportunidade para discursar um pouco sobre o fato de que personagens como Gollum e o Cesar, de O Planeta dos Macacos, também exigem um trabalho de atuação intenso, o que também deveria ser analisado na escolha dos indicados. Isso porque, ao longo de todos esses anos, muito se falou sobre uma possível indicação do ator aos prêmios de Melhor Ator e Melhor Ator Coadjuvante, mas isso sempre foi negado por conta da digitalização de seus papéis. Assim, nada melhor do que aproveitar esse momento para cutucar a questão e trazer a atenção para si.

Via: The Verge