Pôster de Toy Story autografado por Steve Jobs é vendido por R$ 130 mil

Por Rafael Arbulu | 03 de Setembro de 2019 às 12h50
Disney/Divulgação
Tudo sobre

Steve Jobs

Saiba tudo sobre Steve Jobs

O legado deixado por Steve Jobs, cofundador da Apple e mente brilhante por trás da invenção do iPhone, não deixa de fazer muita gente sorrir. O caso mais recente é o de um novo feliz proprietário de um pôster do filme Toy Story, autografado pelo falecido executivo, arrematado em um leilão pelo valor de US$ 31.250, pouco mais de R$ 130,5 mil pela cotação de hoje.

Os mais novos não devem se lembrar, mas Steve Jobs foi um dos diretores do estúdio de animação Pixar, que viria a ser adquirido pela Disney anos mais tarde. Durante a sua gestão, o estúdio criou o primeiro filme da franquia Toy Story, o qual Jobs assinava a produção executiva. A sua participação na empresa se deu durante um hiato de seu comando na Apple, empresa que ele fundou junto de Steve Wozniak e que, na ocasião, havia dispensado Jobs do cargo de CEO e não ia nada bem, financeiramente falando.

(Imagem: Nate D. Sanders Auction House)

A Pixar era um estúdio de desenvolvimento gráfico de propriedade da Lucasfilm até que Jobs o comprasse da empresa. Até então conhecida como uma empresa de hardware e software voltada às animações corporativas, a Pixar usava sua expertise para criar curtas-metragens demonstrativos das suas capacidades. Um desses curtas, chamado Tin Toy, acabou chamando a atenção da Disney, que expandiu-o no que conhecemos hoje como Toy Story. Ironicamente, hoje, tanto a Pixar como a Lucasfilm pertencem à Disney e Toy Story tornou-se uma franquia mundialmente reconhecida: o quarto filme da série foi lançado em junho deste ano.

Anos mais tarde, Jobs deixaria a Pixar e retornaria à Apple, novamente como seu CEO. A partir daí, é a história que a maioria dos fãs conhecem: entra o ano de 2008, Jobs introduz ao mundo o primeiro iPhone e, depois disso, a Apple torna-se a empresa com maior valor de mercado do mundo, com capital avaliado em trilhões de dólares.

Jobs morreu em 2011 devido a complicações causadas pelo câncer pancreático que lhe acometia e já havia se espalhado por outros órgãos.

Fonte: CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.