Monster Hunter é proibido de ser exibido na China após alegação de racismo

Monster Hunter é proibido de ser exibido na China após alegação de racismo

Por Laísa Trojaike | 08 de Dezembro de 2020 às 09h55
Capcom Company

A nova adaptação de um jogo Capcom pelas mãos de Paul W.S. Anderson mal estreou e já está causando polêmicas. Monster Hunter, ainda sem previsão de estreia no Brasil, chegou aos cinemas da China em 4 de dezembro e, após um dia de exibição, enfureceu muitos espectadores, que deixaram suas críticas negativas na página do jogo no Steam.

Segundo informações da Variety, o filme foi retirado dos cinemas após o primeiro dia em cartaz sob ordens dos órgãos chineses responsáveis. A partir disso, Monster Hunter não deveria mais ser exibido e nenhuma reprodução do conteúdo poderia ser feita no país até que um novo corte fosse produzido. O motivo da censura? Racismo.

Imagem: Reprodução/Capcom Company

O problema, notado tanto pelos espectadores quanto pelos órgãos que regulamentam o cinema, diz respeito a um diálogo reconhecido pelos chineses como um momento de “insultos à China". Embora muitas fontes estadunidenses estejam apontando o caso como um autoritarismo chinês ligado a questões patrióticas do governo local, a revolta tem respaldo histórico.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A sequência em questão seria a de uma discussão que faz referência a uma antiga e racista canção infantil. O trecho chegou a ser publicado no Twitter por Daniel Ahmad, mas acabou sendo removido por questões de direitos autorais. Na sequência, no entanto, Ahmad cita a cantiga:

A cantiga seria esta: “Chinese / Japanese / Dirty knees / Look at these / Chinese / Japanese / Dirty knees” (“Chineses / Japoneses / Joelhos sujos / Olhe para estes / Chineses / Japoneses / Joelhos sujos”, em tradução livre). Por ser uma cantiga popular, é difícil rastrear sua origem, mas há extensos relatos de como essa música, incorporada nas escolas, foi responsável pelo preconceito sofrido por muitos asiáticos nos EUA. A Variety ainda indica que a tradução torna ainda pior a situação, já que faria “referência a um coloquialismo chinês", o que foi entendido como um insulto pelos espectadores do país.

Imagem: Reprodução/Capcom Company

Para os EUA, a China é muitas vezes um dos principais alvos de estreia dos seus filmes justamente pelos números de bilheteria que conseguem atingir em um país tão populoso. A Variety apontou que Monster Hunter estreou em 25% das salas em funcionamento na China, número que caiu drasticamente para 0,07% no dia seguinte à estreia.

Os cinemas receberam uma notificação, na qual é possível ler a seguinte instrução: “Uma nova versão está sendo produzida durante a noite e esta é a que deve ser exibida. Os cinemas devem observar estritamente que a versão anterior não deve ser exibida uma única vez". A Variety, no entanto, alega que mesmo a versão censurada está proibida de ser exibida.

Fonte: IGN, Variety, Wikipedia

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.