Marvel impediu Homem-Aranha de aparecer no primeiro filme do Venom

Por Rafael Rodrigues da Silva | 29 de Agosto de 2019 às 20h00
(Imagem: Reprodução/Heroic Hollywood)
Tudo sobre

Marvel

Saiba tudo sobre Marvel

Ver mais

Um dos principais assuntos do último final de semana foi a notícia de que a Sony e a Marvel não conseguiram chegar a um novo acordo sobre o empréstimo do Homem-Aranha e o personagem estaria abandonando o MCU (Universo Cinematográfico Marvel). Agora que a “poeira” baixou, os fãs já estão começando a se resignar com o fato de que o personagem não fará mais parte da equipe dos Vingadores - mas algumas notícias que estão surgindo mostram que essa separação não foi algo tão surpreendente quanto imaginamos.

De acordo com o mais recente podcast do site Collider, não é de hoje que a Sony tenta inserir o Homem-Aranha no seu próprio universo de heróis, e Tom Holland teria até mesmo gravado uma participação especial para o filme Venom. Segundo o site, essa participação teria sido vetada pela Marvel, que temia que essa aparição do Cabeça de Teia fizesse os fãs imaginarem que o vilão Venom também faz parte do MCU, e por isso essa cena do Holland não entrou nem mesmo na “versão extendida” do filme.

Também vemos que a própria Marvel já estava se preparando para esta possibilidade. Ao revelar todos os filmes e séries que farão parte da “Fase 4” do MCU, é possível notar que não há nenhum filme solo do Homem-Aranha, ou mesmo dos Vingadores. Assim, mesmo que a “Fase 3” tenha finalizado com Homem-Aranha: Longe de Casa deixando meio claro que o herói adolescente seria a “pedra de fundação” da nova fase da Marvel nos cinemas, o planejamento onde todos os filmes podem ser tranquilamente feitos sem a presença do aracnídeo é um sinal de que a empresa já estava preparando o terreno para perder os direitos de uso sobre o personagem.

Ainda que não comente sobre o fato de não fazer mais parte do MCU (pelo menos não enquanto a Sony e a Marvel não chegarem a um novo acordo - se esse novo acordo acontecer), Holland não tem problema em comentar sobre o terceiro filme do aracnídeo, que já estaria em fase de pré-produção e que, segundo o ator, será ainda mais radical do que Longe de Casa.

Holland ainda revela que os dois primeiros filmes do personagem são muito especiais para ele porque também servem de espelho para sua própria jornada como ator, e o terceiro filme deixará essa comparação ainda mais clara.

Por enquanto, ninguém sabe exatamente qual será o futuro do Homem-Aranha nos cinemas, mas tudo indica que ele estará mesmo distante do MCU. A parte boa disso é que não precisaremos esperar até 2023 pela possibilidade de um novo filme do herói, já que, se depender da Sony, as gravações para o terceiro filme do aracnídeo - cujo longa mais recente foi uma das maiores bilheterias da história da empresa - começarão o quanto antes.

Fonte: ComicBook.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.