Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Coringa 2 pode trazer relação invertida entre vilão com a Arlequina

Por| Editado por Durval Ramos | 11 de Abril de 2024 às 19h30

Link copiado!

Warner Bros
Warner Bros

O primeiro trailer de Coringa: Delírio a Dois agitou a internet, apresentando as primeiras imagens da sequência do sucesso de 2018, que agora terá Lady Gaga no papel de Harleen Quinzel, a Arlequina. E não demorou nada para que algumas teorias começassem a circular, cogitando a possibilidade de Coringa e Arlequina terem uma relação um tanto diferente do habitual no próximo filme.

O relacionamento entre Coringa e Arlequina sempre foi bastante problemático, ainda que algumas produções tentem romantizar a forma como eles se aproximaram. Ao longo dos anos, o “romance” entre os vilões foi ganhando mais detalhes e nuances, que deixavam cada vez mais aparente a toxicidade entre os dois para os leitores dos quadrinhos. 

Continua após a publicidade

Em praticamente todas as versões dos personagens, o dinâmica entre eles é sempre retratada com o palhaço forçando esse relacionamento abusivo e a Arlequina tendo uma dependência emocional nada saudável com o vilão. Contudo, as primeiras cenas de Coringa: Folia a Dois sugerem algumas mudanças nesse sentido, com Arthur Fleck sendo o elo frágil da relação.

Combustível para a loucura

Uma teoria sobre Delírio a Dois começou a rodar a internet logo após a divulgação do trailer, tendo sua origem no Reddit, onde foi levantada a possibilidade de o relacionamento de Coringa e Arlequina se inverter no filme, com Arthur desenvolvendo uma adoração por ela. Isso deixaria Harleen em uma posição de poder na relação. Pelas cenas, a detenta parece querer despertar a figura do Coringa dentro de Arthur Fleck, novamente interpretado pelo ganhador do Oscar Joaquin Phoenix.

Isso poderia fazer que Arthur tente resistir às ideias de Harleen, cedendo aos poucos devido à sua adoração por ela, apenas para se tornar uma figura completamente descontrolada até a sua conclusão. Isso fica bem evidente quando, em determinado momento, o protagonista fala que agora ele não está mais sozinho e que isso mudou tudo. Levando em conta os acontecimentos do primeiro filme, é fácil ver como sua solidão e sua necessidade por aprovação o levariam a criar uma dependência à única pessoa que lhe deu atenção por quem ele realmente é.

Além disso, essa história de que é a Arlequina quem desperta o lado sombrio e insano do Coringa é algo que já foi explorado nos quadrinhos, com a vilã tentando se afastar dessa versão "completa" do palhaço, sabendo que ela pode ser uma nova vítima de sua loucura.

A ideia dessa inversão de papéis é bastante interessante principalmente por se propor a apresentar algo diferente na relação já bastante explorada entre Coringa e Arlequina. Vale lembrar que os personagens já foram apresentados em relacionamento tóxico em Esquadrão Suicida e o seu término em Aves de Rapina, que inclusive tem o título completo de Aves de Rapina: Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa, mostrando a independência da personagem do seu antigo namorado.

Continua após a publicidade

Resta saber se essas teorias vão se concretizar ou se os verdadeiros malucos são os fãs inventando história na internet. Coringa: Delírio a Dois tem estreia prevista para o dia 3 de outubro.