Visita virtual te levará para as instalações do acelerador de partículas Sirius

Por Danielle Cassita | Editado por Claudio Yuge | 13 de Maio de 2021 às 21h00
MCTIC

No próximo domingo (16), é celebrado o Dia Internacional da Luz. A data foi escolhida porque foi neste dia, na década de 1960, que ocorreu a primeira emissão a laser. Assim, para comemorar, o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) irá realizar uma visita virtual guiada pelas instalações do Sirius, o acelerador de elétrons localizado em Campinas, no interior de São Paulo. O evento será transmitido no YouTube na segunda-feira (17).

A ideia da data é realizar diversas celebrações em todo o mundo, incluindo eventos e outras ações para divulgar os impactos e a importância do conhecimento das propriedades da luz, tão essencial para o avanço científico e tecnológico e para melhorar a vida em sociedade.

O evento será realizado virtualmente com transmissão no canal do CNPEM no YouTube, e você acessá-lo clicando aqui. A visita começa às 10h, no horário de Brasília.

Inaugurado em 2018, o Sirius é, sem dúvidas, a maior e mais complexa infraestrutura científica já construída no Brasil. O equipamento fica em um prédio de quase 70 mil m² e, lá, partículas carregadas e aceleradas quase à velocidade da luz são desviadas por campos magnéticos. É assim que elas produzem a luz síncrotron, que pode ser usada para estudos sobre a composição e a estrutura da matéria em diferentes formas e aplicações. Essa luz é um tipo de radiação eletromagnética que se estende por uma faixa ampla do espectro eletromagnético, e engloba a luz visível, infravermelha, ultravioleta e até raios X.

Com o acelerador, é possível desenvolver diversas pesquisas acadêmicas e industriais, que contribuem para solucionar desafios em áreas que vão desde o desenvolvimento de novos medicamentos e tratamentos para doenças até tecnologias com uso na agricultura, fontes renováveis de energia, entre outras aplicações. Assim, durante a visita, os usuários podem conhecer o projeto e conferir os detalhes das primeiras estações experimentais do Sirius.

O Sirius é o maior investimento da ciência brasileira e uma das ferramentas mais avançadas de pesquisas em todo o mundo e, segundo Antônio José Roque da Silva, diretor do projeto, foi criado para ser uma ferramenta na fronteira do conhecimento "com o que há de mais moderno no mundo, com tecnologia brasileira, feito por pesquisadores brasileiros, ajudando a sociedade brasileira a resolver suas questões de futuro", disse em entrevista.

Fonte: LNNAno, BBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.