Empresa financiada por Jeff Bezos construirá usina nuclear no Reino Unido

Empresa financiada por Jeff Bezos construirá usina nuclear no Reino Unido

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 17 de Junho de 2021 às 19h10
General Fusion

A energia de fusão nuclear é uma alternativa de produção de energia elétrica, e alguns negócios já estão nesse caminho ao redor do planeta. Este é o caso da General Fusion, que, apesar de ainda não gerar energia, possui uma planta para os testes de seu dispositivo de energia de fusão. A empresa canadense está sendo financiada pelo milionário Jeff Bezos, fundador da Amazon e da Blue Origin, e pretende estar em operação já em 2025, sendo instalada no Reino Unido.

A General Fusion busca tornar a energia de fusão uma realidade. Basicamente, o processo envolve a fusão de átomos de hidrogênio sob alta temperatura e pressão — tudo isso dentro de um reator — e, com isso, uma grande quantidade de energia é liberada. Um belo exemplo disso é o Sol, que funde átomos de hidrogênio em seu núcleo. Mas, até agora, nenhuma empresa teve um ganho líquido nessa empreitada, pois todo o processo consume muito mais energia do que vem sendo capaz de produzir.

A General Fusion pretende entrar em operação em 2025 e, assim, estabelecer bases para o futuro da energia (Imagen: Reprodução/General Fusion)

Por isso, o financiamento privado é importante para o desenvolvimento do projeto e das pesquisas, ainda mais quando o patrocínio vem de um dos homens mais ricos do mundo. Além de Bezos, a General Fusion buscou outras fontes de patrocínio, inclusive do governo do Reino Unido. Até agora, as instalações da empresa têm apenas 70% do tamanho de um reator comercial.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A geração de energia consiste em comprimir o plasma altamente aquecido em um cilindro, o qual é revestido por uma parede de metal líquido em um processo que é chamado de fusão de alvo magnetizado. Então, o calor gerado é usado para produzir vapor e, por fim, alimentar uma turbina. Essa é uma alternativa para estabelecer a produção de energia mais limpa.

Fonte: Futurism

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.