Dinossauros pequenos e com asas de morcego voavam pior que uma galinha

Por Natalie Rosa | 27 de Outubro de 2020 às 21h00
Emily Willoughby/CC BY-SA 4.0

Dois pequenos dinossauros voadores, com asas de morcegos, foram descobertos há alguns anos por paleontólogos que logo começaram a estudá-los. Pouco tempo depois, eles descobriram que a capacidade de voo deles era pior que a de galinhas. 

O Yi qi e o Ambopteryx, duas espécies de dinossauros terópodes que viveram há cerca de 160 milhões de anos onde hoje é a China, contavam com dedos alongados, o que é um pouco incomum, além de uma membrana entre esses dedos, semelhante às asas de um morcego. Hans C.E. Larsson, professor e um dos autores do estudo, conta que já se sabia que alguns dinossauros conseguiam voar antes mesmo de evoluírem para pássaros.

Ilustração do Ambopteryx (Imagem: Reprodução/McGill)

"O que isso nos mostra é que, pelo menos uma linhagem de dinossauros experimentou um modo completamente diferente de locomoção aérea. O voo evoluiu inúmeras vezes em anfíbios arbóreos, mamíferos, lagartos e até em cobras — e agora temos um exemplo de dinossauros", conta o cientista.

A análise dos fósseis dos dinossauros foi feita por pesquisadores dos Estados Unidos e da China, usando imagens fluorescentes estimuladas por laser. Assim, foi possível reavaliar toda a anatomia dos animais, além de realizar cálculos aerodinâmicos que analisam o potencial de voo e a capacidade deles de planar. 

Imagem: Reprodução/kmkmks/Flickr/CC BY SA 2.0

"Descobrimos que o Yi qi e o Ambopteryx e o Ambopteryx provavelmente eram arbóreos, altamente improváveis de ter qualquer forma poderosa de voo e tinham deficiências significativas de locomoção e habilidades limitadas de planagem", diz a pesquisa, concluindo que, em um geral, a sua capacidade de voar era menor que a de uma galinha. 

No entanto, mesmo não conseguindo planar muito bem, eles tinham a vantagem de conseguir pousar batendo as asas para reduzir o impacto. "Talvez você consiga sobreviver alguns milhões de anos com baixo desempenho, mas existem predadores em cima, competição embaixo, e até mesmo alguns mamíferos os ameaçando até que desaparecessem", conclui Thomas Dececchi, um dos pesquisadores envolvidos no estudo.

Fonte: Live Science, Yahoo  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.