Cinzas de Stephen Hawking serão enterradas ao lado de sepultura de Isaac Newton

Por Patrícia Gnipper | 20 de Março de 2018 às 16h51
wired

No último dia 14 de março, uma das mentes mais brilhantes da ciência atual deixou a vida. Aos 76 anos, morreu Stephen Hawking, e as cinzas do físico teórico serão enterradas bem ao lado da sepultura de outro ícone histórico: Isaac Newton.

Mesmo enfrentando décadas de paralisia por conta de uma Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), Hawking conseguia se comunicar por meio de um dispositivo desenvolvido pela Intel, permitindo, assim, que continuasse a divulgar ideias e teorias a respeito do universo da física e da cosmologia. Um de seus últimos estudos, inclusive, abordava a existência (ou não) de multiversos.

Mas, voltando às cinzas do cientista, elas serão devidamente enterradas na Abadia de Westminster, no Reino Unido, sendo esta uma das igrejas mais importantes da Inglaterra. As cinzas de Hawking ainda ficarão próximas de onde descansam os restos mortais de Charles Darwin.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Túmulo de Isaac Newton (Foto: Martin Simon)

Um funeral privado está marcado para o dia 31 de março, de acordo com familiares do físico teórico, em uma igreja próxima a Cambridge, universidade onde Hawking trabalhou por muito tempo. De acordo com seus filhos, "nosso pai viveu e trabalhou em Cambridge por mais de 50 anos, sendo uma parte reconhecível e integral da universidade e da cidade". Por isso, "decidimos preparar seu funeral na cidade que ele amava tanto, e a cidade que também o amou de volta".

Já prevendo comentários indagando a preferência por realizar o funeral em uma igreja, visto que Hawking era declaradamente ateu, seus filhos explicam: "A vida e trabalho de nosso pai significaram muitas coisas a muitas pessoas, tanto religiosas quanto não-religiosas. Então, o funeral será, ao mesmo tempo, inclusivo e tradicional, refletindo a extensão e diversidade de sua vida".

Ainda, na opinião do decano de Westminster, Dr. John Hall, "faz perfeito sentido que os restos mortais do Professor Stephen Hawking sejam enterrados na Abadia, próximos aos de distintos colegas cientistas". Ele segue contando que "Sir Isaac Newton foi enterrado na Abadia em 1727, e Charles Darwin foi enterrado a seu lado em 1882", dizendo, ainda, que acredita ser "vital que a ciência e a religião trabalhem em conjunto na busca por responder as grandes questões dos mistérios da vida e do universo".

Fonte: BBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.