Entenda a ciência por trás da areia cinética

Entenda a ciência por trás da areia cinética

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 06 de Fevereiro de 2022 às 18h30
Reprodução/YouTube/Sandtagious

"Febre" entre as crianças e adultos, a areia cinética chama a atenção por sua textura moldável e capacidade de manter seu formato. Mas o que leva essa areia "mágica" a se comportar deste jeito, embora seja basicamente feita de grãos?

A dinâmica por trás da areia cinética é um tanto parecida com os castelos de areia molhada construídos à beira-mar, mas, em vez de água, os grãos de areia estão revestidos por óleo de silicone, o que mantém a areia de modelar viscosa e sempre úmida.

A ciência que explica a areia cinética

A areia cinética nada mais é do que areia misturada em óleo de silicone, além de outros elementos, como o amido de milho (em caso de misturas caseiras), para deixar sua textura mais firme.

A areia cinética comercial é feita de 98% de areia e 2% de óleo de silicone (Imagem: Reprodução/Yang Ku/C&EN)

No entanto, não pense que qualquer tipo de silicone pode ser usado em sua produção: ele precisa ser um composto rico em silício e oxigênio. Esse material é amplamente utilizado na confecção de diversos produtos, desde cosméticos até lubrificantes.

Na areia cinética, o silicone é o ingrediente responsável por fazer a areia se comportar como um semi-sólido ou um sólido parecido com borracha quando colocada sob pressão. O silicone atua como uma espécie de cola que gruda apenas os grãos de areia.

O silicone confere a viscosidade da areia cinética (Imagem: Reprodução/Sand Tagious)

A viscosidade da areia — isto é, o quanto ela é mole ou dura — depende do comprimento das cadeias de polímero no óleo de silicone, pois é isso que mantém a areia unida e pronta para ser moldada.

Ao deixar a areia cinética moldada sobre a mesa, lentamente a estrutura irá se deformar por conta da ação da gravidade, a qual é retardada graças às cadeias de polímeros do óleo. Quanto mais rico em polímero, mas resistente é a areia.

Graças ao silicone, os grãos de areia são mantidos unidos, fazendo com que eles grudem apenas uns nos outros. Por isso a areia cinética é um ótimo material de modelagem, já que ele não suja as mãos ou a superfície sobre a qual ela é colocada.

Como fazer areia cinética em casa

Embora leve outros ingredientes, a areia cinética caseira tem a mesma dinâmica que a comercial (Imagem: Reprodução: Pixabay/Irina_kukuts)

A areia cinética feita em casa tem uma composição um pouco diferente da comercial. Isso porque ela leva outros ingredientes para compensar a falta do óleo de silicone — algo que raramente alguém tem em casa.

Ainda assim, a areia de modelar caseira tem as mesmas características da comercial, além de ser bem fácil de fazer. Para fazer areia cinética em casa, são necessários os seguintes ingredientes:

  • 1 xícara de chá de areia fina e branca;
  • 2 colheres de chá de amigo de milho;
  • 2 colheres de chá de detergente líquido (de preferência, o neutro);
  • 4 colheres de sopa de água;
  • 1 colher de chá de corante alimentício (com a cor de sua preferência).

Separados os ingredientes, vamos ao passo a passo de como fazer a areia cinética:

  1. Coloque a areia em uma tigela e acrescente também o amido de milho. Mexa até que tudo fique bem misturado;
  2. Adicione o detergente e duas colheres de água. Mais uma vez, misture tudo até começar a formar uma massa mais homogênea. É importante que tudo isso seja feito gradualmente, sem pressa, para que a areia se misture bem aos outros ingredientes;
  3. Acrescente aos poucos as outras duas colheres de água restantes e misture mais um pouco até atingir a consistência desejada;
  4. Coloque o corante na massa e, mais uma vez, misture tudo até a cor ficar bem distribuída por toda a areia cinética;
  5. deixe a areia cinética secando por cerca de uma hora e meia

Finalizadas essas etapas, sua areia de modelar estará pronta. Após seu uso, mantenha o material guardado em um pote tampado.

Fonte: Live Science, STEM Mayhem

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.